quarta-feira, 22 de junho de 2016

Sertão Central registra aumento no acesso aos serviços de saúde

banner proexmaes quixada 03"A meta do  Governo do Estado é ampliar e assegurar ainda mais o acesso,  garantindo que todo investimento feito seja traduzido em serviços de saúde de qualidade para a população", disse a secretária executiva da Secretaria da Saúde do Estado, Lilian Alves Beltrão, na manhã desta quarta-feira (22), durante o Fórum da macrorregião do Sertão Central de preparação para o seminário internacional de avaliação do Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde do Estado do Ceará (Proexmaes I).

É fácil confirmar o aumento do acesso aos serviços com a nova rede de saúde, formada por 19 policlínicas em funcionamento em diferentes regiões, 22 Centros de Especialidades Odontológicas regionais, 23 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h) implantadas pelo Governo em todo o Ceará, SAMU 192 em 128 municípios, e dois hospitais macrorregionais já assistindo a população. Basta juntar usuários dos serviços numa roda de conversa, como ocorreu no fórum. No caso do acesso à mamografia, que ajuda no diagnóstico precoce do câncer de mama, as donas de casa Francisca Olga de Oliveira, de Solonópole, Geuziane Maria Lima Silva, de Quixadá, e Maria Nilce Batista da Silva, de Banabuiú, fizeram o exame na policlínica regional em Quixadá, que atende também os outros sete municípios da 8º Região de Saúde (Quixeramobim, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Pedra Branca, Senador Pompeu e Milhã).

Uma delas, Francisca Olga de Oliveira, com 64 anos, segue todas as orientações da mastologista da policlínica, entre elas fazer periodicamente a mamografia. Já tem uma agendada para o dia 26 deste mês. "Não vou faltar de jeito nenhum porque é melhor prevenir do que depois receber notícias ruins. As duas primeiras mamografias que fiz não deram nada, graças a Deus", comenta a dona de casa. Ela acrescenta que "se não fosse a policlínica eu tinha que ir tentar a mamografia lá em Fortaleza para depois ter que viajar de novo para mostrar os resultados ao especialista".

Poderíamos contar milhares de histórias de atendimentos que mostram mais acesso aos especialistas e a exames especializados com a nova rede de saúde do Ceará. Os números ajudam a pensar na quantidade de pacientes já atendidos. Só na policlínica regional em Quixadá, de 2011, quando abriu as portas à população, já foram realizados 327 mil e 285 atendimentos. Nas 19 policlínicas o total de atendimentos chegou a 3 milhões 271 mil e 38 atendimentos até março deste ano. Nos CEOs regionais, incluindo os 18 novos e os quatro que eram municipais e foram regionalizados, os atendimentos somam 5 5 milhões 781 mil e 450. Nos dois hospitais macrorregionais, o Hospital Regional do Cariri e o Hospital Regional Norte, em Sobral, foram realizados 4 milhões 464 mil e 96 atendimentos até maio deste ano. O HRC começou a funcionar em 2011 e o HRN em 2013. O terceiro hospital macrorregional da nova rede de assistência, o Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim, está nos detalhes finais de instalação, para iniciar o cronograma de funcionamento.     

Os fóruns regionais seguem nesta quinta-feira (23), em Limoeiro do Norte, e sexta-feira (24), em Juazeiro do Norte. O primeiro fórum regional ocorreu na última segunda-feira, em Sobral. O seminário internacional do Proexmaes, que vai aproveitar as avaliações e propostas dos quatro fóruns regionais, será realizado pela Secretaria da Saúde do Estado, em outubro, no Centro de Eventos do Ceará.
banner proexmaes quixada 001
Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá / Helga Rackel ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Nenhum comentário:

Postar um comentário