sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Mulher é agredida no Alto Alegre em Banabuiu

Que hoje 30/09/2016, as 10h45min no bairro Alto Alegre A RP1482 estava realizando patrulhamento de rotina, quando recebeu um chamado de ocorrência via rádio de uma ocorrência de Maria da penha. Imediatamente a composição diligenciaram até o local informado, chegando no local a vítima senhora A.M.S.Q., 34 anos.
A mesma afirmou que havia sido agredida pelo seu marido com puxões de cabelo e tentado esganá-la.
O acusado foi identificado sendo F.G.d.M., 41 anos. O mesmo foi abordado e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, para o devido procedimentos cabíveis.
Com informação do Copom Quixadá-CE.

Cogerh divulga situação hídrica semanal do Ceará

Os 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), cuja capacidade total são 18,64 bilhões m³, apresentam volume de 1,64 bilhão m³ (8,81%).

O açude Ayres de Sousa aumentou seu volume porque está recebendo água do reservatório Taquara, ambos da bacia do Acaraú.

O volume de água das bacias está distribuído: Litoral (34,42%), Alto Jaguaribe (18,79%), Coreaú (33,54%), Metropolitanas (14,35%), Serra da Ibiapaba (17,41%), Médio Jaguaribe (5,81%), Salgado (11,61%), Acaraú (8,46%), Banabuiú (2,24%), Sertões de Crateús (2,39%), Curu (2,05%) e Baixo Jaguaribe (0,00%).

No ano de 2016 foi registrado um aporte total de 738,03 milhões m³.

Para mais informações, visite o site: http://www.hidro.ce.gov.br/

Assessoria de Comunicação e Marketing Rafaele Esmeraldo Menezes
Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos – Cogerh
Fone: + 55 85 3195. 0718
rafaele.esmeraldo@cogerh.com.br 
Twitter: @Cogerh_ce
Facebook:https://www.facebook.com/cogerh
Fonte: Site Governo do Ceará.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Campanha Todos pela Água integra Jornada Cientifica no Colégio dos Bombeiros

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) participa nesta quarta-feira (28) da 6° Jornada Científica do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros, que traz como tema "A água como fonte de vida". O evento irá mobilizar os alunos do 6° ano do ensino fundamental ao 3° ano do ensino médio a trabalharem todos os aspectos possíveis da água, desde o cuidado com o uso consciente até os impactos causados pela seca no Estado.

De acordo com o assessor de comunicação do colégio, major Walter Oliveira, os alunos irão abordar a temática na literatura, pintura, fotografia, teatro e dança. "Eles irão escolher uma nuance do tema principal e trabalhá-lo da forma que preferirem. Terão um professor para orientá-los. Será um trabalho dentro dos moldes acadêmicos", explica o major.

Ainda segundo o major Walter, o objetivo é fazer com que os alunos sejam os próprios fiscais do uso consciente da água. "Eles estão vendo como está a situação no nosso Estado. Tiraram fotos de açudes secos para suas apresentações. Somando isso ao trabalho lúdico da Cagece com o teatro de bonecos dentro da jornada, a expectativa é que esses jovens ajudem no combate ao desperdício", ressalta.

Além do teatro de bonecos que traz os personagens Pingo, Gota e o mascote Artur, a Cagece vai atuar durante a jornada, no período da tarde, às 15h, com equipes educativas que distribuirão material da campanha "Todos pela Água" e também irão tirar dúvidas a respeito do assunto e dar dicas de economia.

Conforme a Gerente de Responsabilidade e Interação Social da Cagece, Robervânia Barbosa, a receptividade dos jovens para com o tema é excelente. "É um público antenado e que trabalha a temática da água de forma transversal em suas disciplinas. Mas ainda precisamos do despertar para a mudança de atitude no trato com a água", ressalta.

Para o major Walter, um trabalho feito em uma escola precisa estar relacionado à realidade dos alunos. "E eles estão vivenciando uma seca neste momento atual. Quero que daqui a um ano ou dois, mesmo com uma boa quadra chuvosa, essa preocupação com o uso consciente da água permaneça", pontua. 

Serviço:
6° Jornada Cientifica do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros
Quando: Quarta-feira (28)
Horário: 8h às 17h
Local: Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (Rua Adriano Martins, 436, Jacarecanga)

Informações para imprensa com a Assessoria de Comunicação da Cagece:
Telefones: (85) 3101.1826 / (85) 3101.1834 / (85) 9 8878.8932 (Leonardo Costa ou Mara Beatriz).

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Atentado em carreata política em Icó deixa um gravemente ferido

Mesmo com o reforço policial presente no município de Icó, a comunidade icoense vive um crescente clima de tensão e medo à medida que se aproxima do próximo domingo (02), quando serão realizadas as eleições municipais irão às urnas depositar seus votos.

O caso mais recente aconteceu na noite deste domingo (25), na estrada vicinal do Conjunto Beta, no Perímetro Irrigado Icó-Lima Campos (PIILC). Partidários do candidato da situação seguiam em carreata para a Sede do Município em um Fiat Strada, ano 2009, cor prata e placa HLI-0238 de Icó-CE, foram surpreendidos com tiros que partiam de pessoas que estavam escondidos em áreas de matagal, nas proximidades da estrada.

Quatro tiros atingiram a carroceria do veículo e dois atingiram o maxilar do passageiro Elenildo Silva de Lima, agricultor, 37 anos, que foi socorrido até o Hospital Regional de Icó e em seguida levado para um hospital da cidade de Juazeiro do Norte. 

Após o ocorrido, as guarnições policiais compareceram ao local do fato, enquanto uma outra composição policial foi até o Hospital Regional de Icó, seguido de diligências visando identificar e prender os autores do delito, mas não obtiveram êxito.

O sangue espalhado pelo carro dimensiona a situação de crescente tensão vivida nas últimas semanas neste município, que vive uma das disputas mais acirradas das últimas décadas, com as candidaturas do prefeito Jaime Júnior (PDT) à reeleição e da deputada estadual Laís Nunes (PMB). Tiros a esmo, casas incendiadas, intimidações e, agora, atentados de forma direta, tornam a cidade em clima de local sitiado às vésperas do pleito eleitoral.

* Com informações da Polícia Militar, através da 2ª Companhia de Icó do 10º BPM de Iguatu (Fotos: Redes Sociais)

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Campanha de vacinação mobiliza comunidades das zonas rurais do Ceará

Os trabalhos não se limitam aos postos da sede; equipes do PSF percorrem distritos e localidades (Foto: Marcelino Júnior)Os trabalhos não se limitam aos postos da sede; equipes do PSF percorrem distritos e localidades (Foto: Marcelino Júnior).

Mobilizar a população para a Campanha Nacional de Multivacinação é a missão das equipes de imunização dos municípios cearenses. A campanha teve início na última segunda-feira (19) e segue até o final deste mês. De acordo com o Ministério da Saúde não existe uma meta a ser cumprida. O trabalho acontece para atualizar a caderneta de imunização, colocando em dias aqueles que estavam com o cronograma de prevenção em atraso. Com a população da zona rural, o trabalho tem sido ainda mais estratégico para conscientizar o público alvo.

A presença diária nas localidades da zona rural diminui as chances de baixa adesão. Neste Município da região central, onde a maior parte da população está na zona rural, segundo aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a secretaria mantém diariamente equipes do Programa Saúde da Família (PSF) estão nos cinco postos espalhados pelas localidades. “Sempre temos vacinas com as equipes nestes pontos e estamos ainda mais atentos neste período de campanha para não deixar faltar nenhuma dose a ninguém”, afirma a secretária Patrícia Almeida. O trabalho dia a dia com os moradores diminui problemas como dosagens em atraso. Mesmo que a adesão do público seja avaliada como positiva, o trabalho a fazer “é apenas de continuidade”, conforme salienta a secretária.

A situação é parecida também em Quixeramobim, onde a cobertura nos distritos é de quase 100%, conforme aponta a coordenadora de imunização Luciana de Figueiredo. “Nós não centralizamos as vacinas apenas nas unidades básicas da sede, as equipes levam as doses até essas comunidades”. Luciana diz que ida das equipes mesmo às localidades mais distantes, garante um bom retorno e facilita o acesso daquela população aos meios preventivos. “A equipe vai até esses locais mais distantes. É isso que tem feito nossas cobertura estar sempre 100%”.

Esta é uma parte da matéria da editora Regional do Diário do Nordeste desta quinta-feira (22), que mostra como a campanha de vacinação tem funcionado nas zonas rurais dos municípios cearenses. Mostramos a situação na Zona Norte do Estado, no Centro Sul e ainda na região do Cariri. Leia a matéria completa aqui: Campanha de vacinação inclui zonas rurais.

Recuperação de moto roubada em Banabuiú

Ontem dia 21/09/2016, às 16:50 aproximadamente, na Localidade de Boa água, Zona Rural de Banabuiú, dois elementos armados à revólver cometeram um assalto contra R. F. D., 53 anos, onde foi subtraído sua motocicleta Yamaha/Factor ybr 125 k 2008/2009, vermelha, placa NQW 2664, Banabuiú-CE.

Mais adiante do local do ocorrido, foi localizada por populares, uma motocicleta titan vermelha, sem placa, com o chassi 9C2JC30201R051088, supostamente abandonada pelos indivíduos, sendo esta identificada pela vítima, como a que foi utilizada para cometer o sinistro.

Após consulta foi identificada a placa HWD-2665. A composição da RP1482 compareceu até o local e localizou a motocicleta e a mesma foi entregue na Delegacia de Banabuiú.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

O critério da espitirualidade

À margem direita da rodovia que cruza o semiárido cearense no sentido oposto ao mar, no trecho entre Boa Viagem e Santa Cruz do Banabuiú (Cruzeta), uma casinha cor de rosa chama a atenção pelos tantos jarros com plantas expostos em sua calçada. Incrustada no sopé de um serrote seco, ela reluz na paisagem da caatinga e enche os olhos de quem passa por aquela estrada.

Em mim, aquele cenário de confronto ao senso de que com o avanço da desertificação os sonhos de clorofila não podem ser reais, produziu várias interrogações: Quem mora naquela casa? Quanto esforço despenderá para manter tantas plantinhas aguadas ao longo de anos de estiagem? Qual o princípio que toma como referência para manter aquele nicho verde em seu lar?

No primeiro instante, me veio à mente um conjunto de respostas voltadas para justificativas de motivações estéticas intuitivas, do gosto pelo frescor da natureza ou até mesmo uma manifestação de esperança à chegada das chuvas. Frente à sequidão, pensei, inclusive, na possibilidade de uma resistência ativa de “memento mori”, decorrente da consciência de que todos somos mortais.

Em si, causas como essas que presumi me pareceram pertinentes e de indiscutível relevância, porém insuficientes para explicar aquela obra de tamanha completude. Das cinco camadas que considero como composto essencial da realidade, identifiquei a espiritual como a mais propícia a servir de base para esse tipo de impulso, por ser a mais primordial do ser pessoa.

A inteligência humana tem um certo domínio de todas as outras camadas de realidade: a física, mesmo com seus segredos, pode ser tocada e modificada; a simbólica, representada pela ação inquieta dos signos, vai sendo entendida e traduzida; a imaginária, ainda que dispense mediações, funciona como campo de liberdade plena; e a dos sonhos, com suas combinações caleidoscópicas, atua como desfragmentadora da mente.

Desse modo, reforcei em mim a crença de que a casinha ajardinada do serrote seco é, antes de tudo, um fator preponderantemente de realidade espiritual. É nela que está a gênese das nossas ênfases fabulosas e teológicas. As pessoas que plantaram e que cuidam de cada um dos jarros que ornam aquela pequena calçada fizeram e zelam um altar a céu aberto.

Exposta ao olhar de quem passa pela estrada, essa casa sugere elevação em sua frontalidade plástica de tinta hidrossolúvel. De longe, do asfalto da BR-020, ou de perto, chegando-se pelo caminho de terra, é possível sentir o silêncio da eternidade. Incrível é que quanto mais se embrenha no sertão, mais é possível encontrar esse tipo de moradia.

Na harmonia da paisagem de céu azul e mata cinza, onde se destaca uma algarobeira de sombra rala e raros movimentos de galhos e folhas, o tempo se mexe na cauda e na crista do cancão e seu canto de alerta. A porta sempre fechada e a pequena janela sempre aberta são sinais de que as pessoas que moram ali tanto podem estar em casa como podem ter saído.

Onde quer que se encontrem no momento em que se passa por lá, o ambiente de purificação que elas criaram e mantêm nos diz que Deus está na simplicidade e que a realidade espiritual é feita de mistério porque está dentro e fora de cada um e de todos nós; perto e longe da nossa mente e dos nossos pensamentos.

Prefeitura de Milhã divulga edital de concurso público para 167 vagas

Resultado de imagem para prefeitura milhãA Prefeitura de Milhã, na região do Sertão Central, lançou edital do concurso público que visa o preenchimento de 167 vagas em todos os níveis. Os salários variam entre R$ 880 até R$ 9.600. O certame tem validade de dias anos podendo ser prorrogado uma única vez por igual período. As jornadas de trabalho variam entre 20h, 30h e até 40h semanais.

O edital foi divulgado na última segunda-feira (5). O concurso será organizado pela empresa GR Consultoria e Assessoria, com sede em Fortaleza. São oferecidas vagas para profissionais com ensino fundamental, médio/técnico e superior. Há vagas reservadas para profissionais com deficiência física.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet, através do site da empresa organizadora. www.grserv.com.br, a partir das 10h da manhã do próximo dia 12 de setembro, até o dia 12 de outubro. A taxa de inscrição varia entre R$ 50 e R$ 120. O pagamento deve ser realizado por meio de boleto bancário.

O concurso será constituído de prova objetiva e prova de títulos. É necessário comprovação de experiência na área almejada conforme explica o edital. Os locais das provas ainda serão divulgados. O edital completo pode ser lido aqui.

Confira a relação de vagas disponíveis:
Nível Fundamental
Motorista (13); Auxiliar de Serviços Gerais (25) e Vigia (4).

Nível Médio/ Técnico 
Agente Municipal Agropecuário (2); Auxiliar Administrativo (25); Digitador (2); Fiscal de Obras e Postura (1); Fiscal de Tributos (2); Recepcionista (4); Secretário Escolar (3); Técnico em Agropecuária (2); Técnico em Enfermagem (9) e Professores de Braille (1); LIBRAS (ouvinte) (2) e LIBRAS (surdez) (1).

Nível Superior
Assistente Social (2); Assistente Social (3); Cirurgião-Dentista (4); Consultor de Licitação (2); Educador Físico (1); Enfermeiro (2); Enfermeiro Plantonista (5); Engenheiro Agrônomo (1); Fiscal Municipal Agropecuário (2); Fisioterapeuta (2); Médico PSF (4); Nutricionista (2); Psicólogo (2); Veterinário (1); Agente Supervisor Pedagógico (2) e Professores de Educação Básica – Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental (7); Ciências (4); Educação Física (3); Geografia (3); História (4); Língua Inglesa (2); Língua Portuguesa (9); Matemática (3) e Técnico Educacional (2).
Já o Processo Seletivo, visa a seleção de candidatos nas funções de Agente Comunitário de Saúde (2) e Agente de Endemias (7).

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Candidatos não podem ser presos desde o dia 17 setembro

Resultado de imagem para justiça eleitoralO sonho de todo candidato a prefeito ou vereador é ver seu oponente preso por qualquer motivo que seja. Mas, este sonho ficou mais difícil a partir do dia 17 deste mês. Uma medida do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), baseada num dispositivo da Lei Eleitoral, restringe a prisão para casos extremos, onde o candidato seja pego em flagrante delito.

O anúncio foi feito pelo ministro Admar Gonzaga que avaliou a medida como necessária para que prisões não sejam usadas como elemento de constrangimento político, afastando o candidato da campanha. Teoricamente, a medida é correta, principalmente, para o uso do poder e da máquina pública para constranger adversários.

A dúvida é se prefeitos, candidatos a reeleição, investigados por corrupção terão que esperar o fim das eleições para serem presos, caso haja decisão da Justiça neste sentido.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Polícia registra tentativa de homicídio em Banabuiú

Resultado de imagem para cadeia banabuiu cearaEm Banabuiú o caso foi registrado pela polícia no início da manhã de domingo, no bairro Brasília. A vítima foi um senhor de 43 anos. Ele teria dado entrada no hospital da cidade com uma lesão a faca no lado esquerdo do abdomem. A acusada, segundo a Polícia, teria sido sua esposa.

O homem foi medicado e liberado e orientado pela Polícia a procurar a delegacia de Banabuiú.

Leia mais no Blog DiárioSertaoCentral do Diário do Nordeste:
Polícia registra duas tentativas de homicídio; uma em Ibaretama e outra em Banabuiú

domingo, 18 de setembro de 2016

Maior seca dos últimos 100 anos provoca mudanças no uso da água no Ceará

Barragem do Açude Castanhão, CEAçude  Castanhão,  um   dos  três  maiores  do  estado do Ceará - Everardo Onofre/Ministério da Integração Nacional.

Desde 1910, o Ceará não passava por uma seca tão severa como a dos últimos cinco anos, revela levantamento feito pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), com base nos volumes de chuva dos últimos 100 anos. Antes desse período de estiagem, somente a seca de 1979 a 1983 havia sido tão grave e longa: a média anual de chuvas registrada na época foi de 566 milímetros (mm). De 2012 a 2016, a média caiu para 516 mm.

A pouca água acumulada nos reservatórios, chuvas abaixo da média histórica, o crescimento da população nas zonas urbanas e o incremento de atividades econômicas no estado são fatores que, aliados, culminam na crise hídrica atual.

Segundo o presidente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh), João Lúcio Farias de Oliveira, os 153 açudes monitorados pelo órgão tiveram recarga média de 890 milhões de metros cúbicos (m³) em cada um dos últimos cinco anos de seca. A média anual histórica do estado é de 4 bilhões de m³. “As reservas foram caindo a cada ano, e temos perdas por evaporação muito altas: chegam a 2 mil milímetros, quando a média pluviométrica do Ceará é de 800 milímetros”, compara.

Oliveira informou que, com o fim da quadra chuvosa deste ano no Ceará (período que vai de fevereiro a maio), a Cogerh elaborou cenários com medidas e decisões necessárias para manter o abastecimento humano e as atividades econômicas no estado, notadamente na região metropolitana de Fortaleza, altamente dependente da Bacia do Rio Jaguaribe (onde fica o Açude Castanhão), que hoje tem 20% menos de água nas torneiras.

Dos açudes monitorados pela Cogerh, sete são responsáveis pelo abastecimento da região metropolitana, entre os quais os três maiores reservatórios do estado: Castanhão (capacidade para 6,7 bilhões de m³ água); Orós (1,9 bilhão de m³); e Banabuiú, (1,6 bilhão de m³). De acordo com Orós é considerado reserva estratégica e estava sendo preservado, mas começou a ofertar água para o sistema da região agora em setembro. Atualmente, o Orós conta com 21% do volume útil. O Banabuiú, com 0,58% do total da capacidade, atende hoje somente a demanda local do município, a 220 quilômetros da capital.

Além da limitação da oferta de água para a região metropolitana, Oliveira ressalta as medidas destinadas a gerar novas reservas, como o reúso da água da lavagem dos filtros da Estação de Tratamento de Água Gavião (ETA Gavião), a perfuração de poços na região do Porto do Pecém (vazão estimada de 500 litros por segundo) e a construção de um açude no Rio Maranguapinho, que deverá contribuir com 200 litros de água por segundo.

“Temos condições de chegar à próxima quadra chuvosa com essas ações. Já estamos traçando cenários para o primeiro semestre de 2017 considerando o menor aporte hídrico. Vamos ver o comportamento das chuvas, mas já levamos em conta esses cenários para ver como será a operação dos reservatórios”, diz Oliveira. Ele destaca que as decisões são tomadas a partir de debate com os 12 comitês das bacias hidrográficas do estado, dos quais seis envolvem mananciais que abastecem a região metropolitana.
Edição: Nádia Franco.

Edwirges Nogueira – Correspondente da Agência Brasil.
Saiba Mais

Em Solonopole: Justiça Eleitoral decide aplicar multa de R$ 500 mil para candidato a prefeito e vice

Resultado de imagem para justiça eleitoralCuida -se do pedido de aumento do valor da multa anteriormente aplicada inclusive com arbitramento individual para cada um dos candidatos, para fins de cumprimento da decisão anterior proferida por esse juízo, formulada pelo Ministério Público Eleitoral em face da Coligação "Pra cuidar das pessoas" pelos fatos devidamente descritos na peça inicial.

DECIDO - Considerando o pleito formulado pela douta Representante do Ministério Público Eleitoral.

Considerando para os áudios carreados ao presente feito em que se verifica o concreto risco de vida da população desse município e principalmente do ato eleitoral proibido por esse Juízo Eleitoral.

Considerando o efetivo perigo de dano ao patrimônio público e particular, além dos ânimos exaltados.

Considerando a prova juntada aos autos pelo Ministério Público Eleitoral em que a candidata a vice-prefeito, embora devidamente intimada, demonstra completo menosprezo à Decisão Judicial e à segurança de seus possíveis eleitores, transparecendo, esquivança, inclusive,pelo Poder Judiciário.

DEFIRO o pleito Ministerial para DETERMINAR que a coligação representada, bem como os seus integrantes, se abstenha, imediatamente, de realizar carreata agendada para o dia 17/09/2016, sob pena de:

a) Aplicação de multa pessoal, no valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) ao candidato a prefeito o Sr. MARCOS DANIEL PINHEIRO a aplicação de multa, também pessoal, no valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) à candidata a vice-prefeita pela Coligação a Sra. SUELLY PAULA PINHEIRO COSTA, a serem recolhidos em favor do Fundo Partidário. em caso de realização de carreata agendada em exame, sem prejuízo da incidência das demais penas legais incidentes nos casos de descumprimento de ORDEM JUDICIAL  e crime de desobediência.

Determino que a Secretaria afixa fotocópia da presente decisão no mural do fórum, de modo  que se garanta a mais ampla publicidade possível das normas eleitorais.

Determino, ainda, a publicação dessa decisão no mural do Egrégio Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.
Intime-se Coligação Representada e os seus candidatos a prefeito e a vice-prefeito.
Exp. Nec.
Solonopole/CE, 17 de setembro de 2016.
Sérgio da Nóbrega Farias - Juiz Substituto Titular.
Considerando

sábado, 17 de setembro de 2016

Garantia Safra vai beneficiar agricultores de 13 municípios do Sertão Central

Agricultores que tiveram perca de 50% da lavoura serão beneficiados (Foto: José Avelino Neto).

A região do Sertão Central terá 13 municípios agraciados com o Garantia Safra. Por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o benefício garante um salário mínimo pagos em cinco parcelas, aos agrcultores de municípios prejudicados pela seca e que tenha constatado a perca de, pelo menos, 50% de sua safra. A portaria autorizando o pagaento foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) da última quinta-feira (15).

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), a primeira parcela deve ser paga até a próxima segunda-feira (19). Na região, além de Banabuiú, agricultores de Boa Viagem, Choró, Deputado Irapuan Pinheiro, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixeramobim, Senador Pompeu e Solonópole. No total, 73 municípios cearenses serão beneficiados. A SDA estima que este ano o Garantia Safra vá beneficiar cerca de 116.573 agricultores do Estado.

Conforme a portaria, os  pagamentos serão realizados a partir do mês de setembro nas  mesmas datas definidas pelo calendário de pagamentos de benefícios sociais da Caixa  Econômica Federal. As parcelas serão pagas consecutivamente e acabarão no mês de janeiro de 2017.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Em Vistoria na cadeia de Milhã são localizados vários celulares e objetos

Resultado de imagem para cadeia milha cearaNo dia 15/09/2016, por volta das 08;30hs, foi realizada uma vistoria na cadeia pública de Milhã-Ceará pela composição deste destacamento. A Operação foi realizada juntamente com o Agente Penitenciário.

Na Operação foram apreendidos os seguintes objetos: 01(um) celular Samsung, 01 (um) celular Lg; 01 (um) celular Nokia; 01(um) chip 01(um) cachimbo artesanal 02(duas) Baterias para celular.
Com informações do Copom / Quixadá-CE.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Senador custo zero: Eunício dispensa uso de cota parlamentar

Todos os meses o Senado disponibiliza em seu endereço eletrônico os gastos dos senadores no exercício de seus mandatos. São as chamadas cotas para exercício da atividade parlamentar que todos os 81 senadores têm direito. Todavia, o uso dessa verba não é obrigatório. Se o senador não utiliza as cotas, então significa economia para os cofres públicos. Eunício Oliveira, senador do PMDB, pelo Ceará, é um exemplo de parlamentar custo zero. No último balanço divulgado no site da Transparência do Senado, o peemedebista dispensou sua verba indenizatória.

Ainda segundo o site, em 2016, até o momento, Eunício não utilizou a cota para exercer suas atividades parlamentar. De acordo com informações do Senado, as cotas são referentes a gastos com aluguel de imóveis para escritório político; aquisição de material de consumo; locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis; contratação de serviços de apoio ao parlamentar; divulgação da atividade parlamentar; passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais e serviços de segurança privada.

Há também gastos previstos com auxílio moradia e imóvel funcional. Para todos esses itens, conforme informação do Senado, o custo do senador Eunício Oliveira é zero. O Senado detalha ainda que os valores da cota para exercício da atividade parlamentar podem variar de um senador para outro, uma vez que correspondem à soma da verba indenizatória de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) com o valor de cinco trechos aéreos entre Brasília e a capital do seu estado de origem, conforme a tabela IATA de tarifa governamental.

TRE CE Relação de mesários convocados para o 1º turno - Eleições 2016 Banabuiú

Resultado de imagem para tre ce eleições 2016 mesariosO Mesário é um dos auxiliares de eleição convocados pela Justiça Eleitoral. Colabora para que o processo eleitoral ocorra com transparência e lisura. Além de ter conhecimentos específicos relacionados aos procedimentos de votação, é responsável pela organização da seção eleitoral e pelo bom atendimento ao eleitor. A convocação é concluída com o recebimento da carta convocatória pelo respectivo eleitor. Apresentamos, abaixo, uma consulta com informações referentes aos mesários convocados.
Confira aqui em Banabuiú.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Para Eunício, aprimoramento das regras eleitorais corrige distorções no sistema

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado deu um passo importante para mudança nas regras eleitorais. O colegiado aprovou nesta terça-feira (13), uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 36/16) que reforça a exigência de fidelidade partidária de políticos eleitos, põe fim as coligações proporcionais e cria uma cláusula de barreira para atuação parlamentar dos partidos.

O líder do PMDB, senador Eunício Oliveira (CE) apoiou a proposta. Para ele, a medida corrige muitas distorções que são verificadas no sistema eleitoral. “É uma iniciativa que busca moralizar o sistema e exige do candidato maior compromisso com o partido e com o eleitor. É uma forma de acabarmos com o famoso partido de aluguel e tornar mais difícil o uso destes por quem não tem compromisso com o cidadão”, disse.

A proposta, que segue agora para análise do plenário, estipula que os políticos que conquistarem mandatos nas eleições de 2016 e 2018 vão perdê-los caso se desfiliem dos partidos pelos quais disputaram o pleito. Da mesma forma, os vices e suplentes escolhidos nessas eleições não terão o direito de substituir os titulares se deixarem suas legendas.

As únicas exceções dizem respeito à desfiliação em caso de mudança no programa partidário ou perseguição política. Uma terceira ressalva é feita para políticos que se elegerem por partidos que não tenham superado a cláusula de barreira criada pela PEC.

A proposta cria ainda a categoria dos partidos com “funcionamento parlamentar”, que seriam aqueles com acesso a fundo partidário e tempo de rádio e televisão, estrutura funcional própria no Congresso e direito de propor ao Supremo Tribunal Federal (STF) ações de controle de constitucionalidade.

Para ter funcionamento parlamentar, um partido precisará obter uma votação nacional mínima nas eleições gerais: pelo menos 2% dos votos válidos em 2018 e pelo menos 3% a partir de 2022. Esses votos deverão estar distribuídos em pelo menos 14 unidades da federação, com um mínimo de 2% dos votos válidos de cada uma.

Políticos que se elegerem por partidos que não tenham sido capazes de superar a barreira de votos terão asseguradas todas as garantias do mandato e podem mudar para outras legendas sem penalização. Em caso de deputados e vereadores, os que fizerem essa mudança não serão contabilizados em benefício do novo partido no cálculo de distribuição de fundo partidário e de tempo de rádio e televisão.

Coligações - A PEC ainda extingue a partir de 2020 as coligações partidárias nas disputas proporcionais. Atualmente, os partidos podem se juntar em coligações, de modo que as votações das legendas coligadas são somadas e consideradas como um grupo único no momento de calcular a distribuição de cadeiras. Para Eunício, é uma forma de eleger aqueles que realmente obtiveram votos. “Essa medida faz com que o voto do eleitor seja respeitado. É legitimar a escolha do cidadão. Serão eleitos aqueles que conseguirem maior quantidade de votos”, afirmou.
Com Agência Senado.
Leia também www.eunicio.com.br

domingo, 11 de setembro de 2016

Ceará tem 45 açudes em volume morto e 25 secos

Arrojado Lisboa, da Bacia do Banabuiú, terceiro maior açude do Estado, está com 0,59% (Foto: José Avelino Neto)Arrojado Lisboa, da Bacia do Banabuiú, terceiro maior açude do Estado, está com 0,59% (Foto: José Avelino Neto).

A semana se encerrou com 45 açudes cearenses chegando ao volume morto e outros 25 completamente secos. As informações são da Companhia Cearense de Gestão e Recursos Hídricos (Cogerh). Nenhum açude está sangrando no Estado e também não há mais nenhum açude com nível acima de 90%.

De acordo com o monitoramento da Cogerh, na última semana os açudes Jaburu II, em Independência entrou na cota de volume morto e o São Domingos II, no município de Caririaçu, passou a ser considerado seco.

Dos 153 reservatórios monitorados pelo órgão nenhum está com nível acima de 90%. Outros 129 estão com volume abaixo de 30%. Juntos os açudes podem armazenar 18,64 bilhões de metros cúbicos mas, atualmente, os açudes cearense acumulam apenas 9,41%.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Caminhada na parede do açude Banabuiú aumenta risco de acidente

Trânsito na parede do açude evidencia o perigo de caminhar pelo local (Fotos: José Avelino Neto)Trânsito na parede do açude evidencia o perigo de caminhar pelo local (Fotos: José Avelino Neto).

Para alcançar uma condição de vida saudável a prática de fazer caminhada tem se popularizado. Na Capital e em grandes cidades do Estado, há lugares apropriados para este hábito. Mas no interior esses pontos de apoio nem sempre existem e encontrar um local alternativo pode ser um sinônimo de perigo. Neste Município da região central, pessoas têm tomado o trecho da CE-153 da Rodovia Padre Cícero que passa por cima da parede do açude Arrojado Lisboa, e que dá acesso a cidades da região Central e Sul do Ceará. O risco de atropelamento é grande.

O tráfego de veículos de pequeno e grande porte, como ônibus e até carretas, evidencia o risco. O acostamento é pequeno e como a pista passa por cima da parede do açude, o perigo se torna ainda maior: de ambos os lados o que existe é um grande abismo. Em caso de um carro que perde o controle, não há para onde correr para se socorrer.

Acostamento é pequeno e dos dois lados há um abismo, o que evidencia o perigo.Acostamento é pequeno e dos dois lados há um abismo, o que evidencia o perigo.
A doméstica Ana Célia Santos, 44, vai ao local todas as tardes para fazer um percurso de quase três quilômetros, mas reconhece: “É muito perigoso mesmo mas eu moro longe e não tem para onde ir e pra fazer academia para quem é desempregada, nem sempre é possível”, afirma.  Ela mora na Vila dos Marianos, um bairro distante cerca de três quilômetros do Centro e diz que não há um local apropriado no vilarejo. “Se tivesse uma praça, um lugar melhor mas, não tem não!”.

Acidentes - De acordo com o setor de estatística da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), até julho deste ano o número de atropelamentos fatais nas CEs que cortam o Estado já chegava a 31. Outras 20 pessoas teriam ficado feridas. A soma atual já corresponde a mais da metade de todas as vítimas atropeladas nas CEs em 2015. No ano passado a PRE calculou que 49 pessoas morreram atropeladas. 109 pessoas ficaram feridas. Este ano o maior número de atropelamentos ocorreu na CE-060.

Em Banabuiú, no ano de 2008, já houve casos com vítimas fatais. Duas senhoras faziam caminhada no trecho da saída da cidade, no sentido a Fortaleza, quando foram colhidas por um caminhão que transportava pedras. As duas morreram na hora. Uma delas era a companheira de Márcio Pereira de Lima, 69. Até hoje, ele diz que ainda lamenta o ocorrido. “É muito triste perder uma pessoa desse jeito. Aquele dia foi muito ruim. Ela saiu, não voltou na hora em que costumava voltar e quando eu fiquei sabendo já era que ela estava morta. A gente tem é que pedir muito a Deus conforto para continuar vivendo”, desabafa o aposentado.

De acordo com a PRE, 31 atropelamentos já foram registrados nas CEs até julho deste ano.De acordo com a PRE, 31 atropelamentos já foram registrados nas CEs até julho deste ano.
Risco.

O próprio trecho onde as pessoas costumam fazer caminhada já registrou alguns acidentes. Em 2014 um homem perdeu o controle do veículo em que estava no momento em que passava por cima da parede do açude. O carro caiu no reservatório seco mas o motorista conseguiu pular do veículo a tempo. Mesmo diante dos registros, o casal Jurleudo Barbosa, 28, e Aclécia Amâncio, 32, continuam frequentando o lugar. “A gente acha o melhor lugar pra fazer caminhada porque é um ponto turístico, A gente vem sempre mas sabemos que é muito arriscado mesmo”, conta Jurleudo.

O tenente Welton de Oliveira, da PRE, reconheceu que o acostamento é quase inexistente na CE-153 que passa pelo açude de Banabuiú. “Ali não é um local apropriado por seu um trecho de rodovia estreito e praticamente sem acostamento. O ideal é que a população procurasse as praças da cidade”, explicou o tenente. O oficial conta que o órgão desempenha um trabalho de conscientização da população. “Quando a gente identifica esse tipo de atividade, procuramos fazer uma abordagem e explicar que ali não é um local apropriado, mas vai da consciência do cidadão em assumir o risco de se expor ao acidente”.

O responsável pelo departamento de esportes do município, Altamiro Sales, cita outros pontos da cidade que podem ser aproveitados pela população. “Nós temos aqui três praças, a do Centro, a da igreja e a do Dnocs, e ainda temos um campo de futebol, aberto. As praças são bem equipadas, arborizadas e sempre limpas, prontas pra receber esse povo”, pontuou Altamiro.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

TRE defere candidatura em Banabuiú e alguns a vereadores, e no sertão central

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará deferiu, o pedido de registro de candidaturas de varias coligações na região do sertão central.

Em Banabuiu
EDINHO NOBRE FRANCISCO HERMES NOBRE 12 Deferido PDT "NÓS ACREDITAMOS NA MUDANÇA"

THIAGO CAJAZEIRAS THIAGO SÁ PONTE 15 Deferido PMDB A FORÇA DO RECOMEÇO

WALTINHO PINHEIRO WALTER SOARES PINHEIRO 31 Deferido PHS UM NOVO HOMEM PARA UM NOVO BANABUIU
e alguns vereadores foram indeferido

Solonópole
CARLOS KLEBER CARLOS KLEBER DE SOUSA CHAVES 31 Aguardando julgamento PHS PHS

DANIEL PINHEIRO MARCOS DANIEL PINHEIRO 25 Aguardando julgamento DEM PRA CUIDAR DAS PESSOAS

MANOEL DE EMÍDIO MANOEL NASCIMENTO DE SOUZA 54 Deferido PPL PPL

PAULO JOSINO MARCOS PAULO JOSINO SILVA 13 Aguardando julgamento PT JUNTOS POR SOLONOPOLE

WEBSTON PINHEIRO JOSÉ WEBSTON NOGUEIRA PINHEIRO 10 Deferido PRB SOLONÓPOLE NÃO PODE PARA

Deputado Irapuan Pinheiro
CLAUDENILTON PINHEIRO LUIZ CLAUDENILTON PINHEIRO 45 Aguardando julgamento PSDB A FORÇA QUE VEM DO POVO

ZÉ ILCA JOSÉ ILCA DE OLIVEIRA 13 Aguardando julgamento PT IRAPUAN LIVRE
Vereadores alguns aguardam julgamentos

Milhã
DARLAN DANTAS JOSE DARLAN DANTAS PINHEIRO 55 Aguardando julgamento PSD EU ACREDITO NA MUDANÇA

OTACILIO MACEDO OTACILIO JOSE PINHEIRO MACEDO 15 Aguardando julgamento PMDB FORÇA DO TRABALHO

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Projeto Empreendedor Juvenil abre duas mil vagas em 54 cidades do CE

Selecionados receberão assistência técnica e prêmio em dinheiro. Vagas são abertas em 54 cidades do Ceará, diz secretaria.

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) está com inscrições abertas para 2.000 vagas do Projeto Empreendedor Juvenil, que atenderá 54 municípios. Em Fortaleza, 350 vagas são disponibilizadas e os jovens interessados em se capacitar e desenvolver seus próprios negócios podem se inscrever no estande da STDS, instalado na Praça de Convivência do Shopping RioMar.

Dos 2.000 jovens capacitados, 200 terão seus planos de negócio escolhidos para desenvolvimento. Os selecionados receberão assistência técnica e gerencial para montagem e gestão dos projetos e serão encaminhados para financiamento no Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Os cinco melhores planos receberão, ainda, prêmios entre R$ 500 e R$ 3 mil. Os interessados em participar do programa devem ter renda per capta familiar de até meio salário mínimo e não estar inscritos em outro curso de qualificação profissional da STDS.

“Sempre digo que é fundamental o cearense estar sempre se capacitando, se reciclando, pois o mercado é competitivo. Na primeira edição deste projeto, 250 planos de negócios deveriam ser selecionados, mas tivemos que estender a meta de atendimento para 412 por conta da produtividade dos nossos alunos”, aponta o titular da STDS, Josbertini Clementino.

O Empreendedor Juvenil qualifica para gestão de negócios jovens de 18 a 29 anos, em situação de vulnerabilidade social, que estejam cursando os ensinos fundamental, médio ou que sejam egressos da rede pública de ensino.

Os cursos serão realizados ao longo de três meses e devem abranger temas como Empreendedorismo, Inclusão Digital, Mundo dos Micro e Pequenos Negócios, Elaboração de Plano de Negócios e Ferramenta e Correção do Plano de Negócios. São parceiros nesta ação a Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome de Fortaleza (Setra), o Instituto Federal do Ceará (IFCE), o Banco do Nordeste (BNB), a ATN e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/CE).

Municípios participantes - Além de Fortaleza, participam do Empreendedor Juvenil os municípios de Várzea Alegre, Juazeiro do Norte, Mauriti, Aurora, Barro, Milagres, Acopiara, Icó, Baixio, Caucaia, Maracanaú, Maranguape, Jaguaruana, Cascavel, Itarema, Trairi, Itapajé, Apuiarés, Aracoiaba, Capistrano, Itapiuna, Mulungu, Palmácia, Redenção, Barreira, Guaramiranga, Baturité, Tianguá, Viçosa do Ceará, Quixadá, Mombaça, Quixeramobim, Ibicuitinga, Banabuiú, Canindé, Caridade, Paramoti, Sobral, Forquilha, Ipueiras, Independência, Santa Quitéria, Nova Russas, Aiuaba, Arneiroz, Quiterianópolis, Parambu, Tauá, Jaguaribe, Pereiro, Jaguaribara, Morada Nova e Nova Iracema.

Serviço:
Seminário Empreender 2016
Fortaleza: a partir deste sábado, 3 de setembro, sempre das 14h às 20h.
Locais: Estande da STDS no Shopping RioMar – Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1.500, Papicu (Praça de Convivência) e escolas parceiras. (ver lista no link acima)
Demais municípios: a partir de segunda-feira, 5 de setembro.
Locais: escolas parceiras. (ver lista acima).
Do G1 CE.

domingo, 4 de setembro de 2016

O barco das almas em Banabuiú

Caronte deixou de ir buscar as almas no Castanhão. Ouvi essa história e tive vontade de me ausentar da Pousada Os Maias, lugar onde sempre pernoitamos quando vamos à Jaguaribara e ao Alto Santo.

Ir de noite até as beiras do açude, olhar. Sim, a morte também é do dia. Mas, desde pequeno, tenho a impressão que a madrugada é mais quieta para se morrer.

Minha bisavó Mariana se foi entre o fim da noite e o primeiro aviso do galo, meu avô Afonso também. Um primo idem e a tia querida, Auxiliadora... E, confesso meu desconhecer, nunca imaginei o Barqueiro também por aquelas bandas.

Ora, mais! Quem iria buscar o povo dali? Insulta alguém que me veio em sonho ou aperreio. Não era São Gonçalo. Deveria ser perturbação, sol de seca o dia todo na testa, os pés em molambos por subir e descer o fundo seco do Banabuiú e enfarte de histórias de quem perdeu a vida em cinco anos sem de chuva... 

O imortal Caronte ou assombração eterna tinha enganchado o barco na floresta pálida que submergiu com o fim das águas do Castanhão. O açude, o mais medonho em fundura do Semiárido, encheu num dilúvio. No 2004.

Ninguém esperava e choveu 40 dias encarrilhados e “esborrotou”. Não deu tempo derrubar a mata e foi afogada, com os bichos e tudo, antes de morrer cortada. Faleceu pensando que ainda está viva. Coitada, só volta quando a seca é sem fim, como agora. 

Pois bem. Caronte encalhou na copa da Caatinga submergida e quem morreu recente em Jaguaribara e no Alto Santo ficou na beira do açude esperando o barco. Moeda na mão e nada do Barqueiro.

Muita gente finada. A senhora que se suicidou por nunca ter aceitado a casa na Jaguaribara nova. O pai que morreu de tanto beber. O caçador de avoantes que levou um tiro. O pistoleiro e uma multidão de gente nas costas dele. A noiva que virou cenotáfio justo no dia do casamento. A mocinha que não se deixou violentar pelo ex-namorado...

Havia outras criaturas também. Milhares e milhares de peixes; galos-campinas; papagaios; as últimas suçuaranas; jumentos atropelados de estrada...

Esperaram o barco de Caronte por semanas. E vez em quando chegava mais um. Até de Fortaleza, São Paulo, da Rocinha. Gente que foi embora e desejou por último ser enterrada onde nasceu. 

Não sei se finado se aborrece de esperar. Uma senhora, falecida de morte por ter vivido muito, resolveu ir dali. Caronte não viria no açude quase seco. Os outros resolveram segui-la. Caminharam até Jaguaribara Velha e entraram na água já pouca. Passaram pela matriz, agora retornada, e foram para o cemitério antigo. Também ressuscitado pela seca.

DEMITRI TÚLIO é repórter especial e cronista do O POVO demitri@opovo.com.br

Governo Federal propõe salário mínimo de R$ 945,80 em 2017

Valor está na proposta de orçamento federal para o ano que vem. Salário mínimo serve de referência para mais de 48 milhões de pessoas.

O governo federal propôs que o salário mínimo, que serve de referência para mais de 48 milhões de pessoas no Brasil, suba dos atuais R$ 880 para R$ 945,80 a partir de janeiro de 2017, com pagamento em fevereiro do próximo ano.

O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta, será de 7,47%. Se confirmado, esse índice deverá cobrir apenas a inflação do período, ou seja, não haverá aumento real do mínimo.

A informação consta na proposta de orçamento federal para 2017 encaminhada pelo governo ao Congresso Nacional nesta quarta-feira (31), último dia do prazo legal para o envio do documento. Na LDO, a proposta era de que o salário mínimo fosse para R$ 946 no próximo ano.

A proposta de orçamento de 2017 não prevê alta de impostos. Para não precisar elevar tributos, o governo conta principalmente com o crescimento maior do Produto Interno Bruto (PIB) no ano que vem, além do ingresso de receitas de concessões e permissões, segundo afirmou o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ao detalhar os números da proposta.

O governo informou que a proposta já contempla o teto para gastos público e prevê que os gastos com Saúde cresçam abaixo da inflação.

Confira a seguir outros destaques e previsões do Orçamento 2017: Por g1.globo.com/economia
Assista o vídeo aqui.

sábado, 3 de setembro de 2016

A seca que matou os peixes

Foto: Açude Castanhão.
Cinco anos de seca - 2012 a 2016.
Os "mares" secos - Tão assustador quanto a volta quase total das ruínas da velha Jaguaribara, inundada num repentino “dilúvio” de 40 dias de chuvas que encheu (de uma vez) o Castanhão em 2004, é testemunhar submergir a Caatinga que não deu tempo desmatar. A floresta das árvores mortas, mas ainda em pé, reapareceu no insustentável pico da seca desses cinco anos encarrilhados no Semiárido cearense.

O “mar” que existia no Castanhão já não é mais. E com o fim das águas, o finito também para os cardumes no mais ostentoso açude do Nordeste. 

A possibilidade de 2017 atravessar o sexto ano seguido de seca, segundo prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), apavora. Não por um motivo, mas, entre os mais esgaçados, o esgotamento até dos “mares” dos sertões feito o Castanhão, o Orós, o Banabuiú, o Pedras Brancas, o Araras, o Pentecoste e outros que estão na risca do volume morto ou se aproximando dele.
Por onde a reportagem passou

O POVO, na discussão incansável sobre as relações de convivência do habitante do Semiárido com a seca, regressa à Caatinga para reverberar, agora, a extinção dos peixes nas barragens construídas pelo Dnocs e as do Governo estadual. Um golpe de morte na economia dos municípios e na segurança alimentar de milhares de famílias que vivem da pesca extrativista ou da piscicultura.

Algumas secas, para exortar Capistrano de Abreu num grifo do economista Cláudio Ferreira Lima, foram “uma grande rasoira, que em poucos meses, desbaratou fortunas”. Estamos novamente nessa encruzilhada.
Leia a matéria completa em OpovoOnLine.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Dignidade do rio

O fim da rua Monsenhor Coelho, no bairro São Sebastião, em Iguatu, Cícero Correia Lima, 50, ou Neto Braga (foto) se prepara para dar entrevista num barranco que desce para o rio Jaguaribe. A poltrona velha, que divide o monturo com resto de material de construção e lixo para se afundar nele, é o ponto de partida da conversa. Ali, e em mais 12 beiradas do rio, a Cidade rejeita a condição de ribeirinha e tenta sufocá-lo na insustentável cultura de descartar, nas águas, o que "não presta" mais.

O que de “bom e ruim” entra pelo Jaguaribe deságua nos dois “mares” de água doce do sertão cearense: o Castanhão e o Orós. Das nascentes, na serra da Joaninha (Tauá), até chegar aos maiores açudes daqui, o mais extenso rio do Ceará (633 km) se mistura ao lixo e é destino de esgotos e excrementos de municípios e povoamentos não saneados. “Imagine a qualidade do peixe que se come dali?”, cutuca Neto Braga. 

Ainda mais agora com o Orós e o Castanhão secando e “todo esse caldo” reduzindo as possibilidades de vida. “Tudo o que Iguatu não quer mais, joga na correnteza e vai fermentar o Orós. Morreu tanto peixe por quê?”, indaga.

E não é exagero o que Neto Braga reverbera, feito um “cangaceiro” no Facebook, do mais desenvolvido município do Centro-Sul cearense. “Meu pai disse que esse chapéu (de couro à moda Lampião), eu só usasse quando tivesse uma luta. Minha causa passou a ser a revitalização do Jaguaribe”, pontua o ex-suplente de vereador pelo Partido dos Trabalhadores e artesão.

O Jaguaribe existe nele desde menino e, a partir de 2014, virou ativismo. De um vão do sobrado onde mora, meio biblioteca comunitária, meio redação para escrever textos que ganham as redes sociais e pequenos jornais de Iguatu, Neto Braga busca dar visibilidade ao rio.

Na peleja pela dignidade das águas, ele arrebanhou idosos e estudantes no movimento Cidadania e Ação. No mesmo barco e em intervenções nas margens do manancial, em escolas, igrejas (de qualquer credo), na praça, na Câmara Municipal, pelas ruas e na Prefeitura. “A intenção é formar o ser humano. Só podemos tratar a questão do meio ambiente se cuidarmos do homem, do ser humano. Aí, pode ser, ele compreenderá o Jaguaribe e a própria existência”, declama.

Rio da Onça - Numa manhã quente de julho, das 8 horas ao meio-dia, Neto Braga foi cicerone de uma visita guiada para provar o que descreve em gestos e palavras - ora poéticas, ora cruas - sobre agressões ao Jaguaribe no aldeamento que foi se urbanizando nas margens do curso d’água. 

“Alguns acham que sou louco. Só porque falo do que eles já aceitaram como parte da vida. Não se pode naturalizar a destruição da mata ciliar, beber água do mesmo lugar onde despejamos veneno, sangue, urina e cocô. Isso é a morte. Não adianta construir hospital e falar em saúde plena sem curar as águas do antigo Rio da Onça”, protesta.

Em parte da extensão de 7 mil e 200 metros quadrados do Jaguaribe, na área central de Iguatu, o rio é invadido por muros e edificações privadas e públicas. Há monturos permanentes e bocas de esgotos derramando sem trégua na Beira-fresca, no Buji, no Cruiri, na Gameleira, na Barra, no Tambiá, na Santa Rosa e no Serrote. O último, a saída para o Orós.

Sem saneamento - Socorro Feitosa, secretária do Meio Ambiente de Iguatu, reconhece a precariedade no entorno do rio. Em 2011, revela, um grande plano de saneamento foi traçado. Mas “não saiu do papel” e os recursos financeiros tiveram de ser devolvidos. 

O simples deixou de ser feito e o município continua a ter um dos piores índices de saneamento básico do Brasil: apenas 12%. “Mesmo que Iguatu faça a parte dela, outras cidades (80) continuarão poluindo o Jaguaribe”, transfere a responsabilidade. 

O Jaguaribe percorre 633 km, das nascentes na Serra da Joaninha (Tauá) até o Atlântico. A bacia drena 55% do território cearense e beneficia 81 municípios entre o Ceará e Pernambuco.

A morte de 65 toneladas de tilápias fez Francisco Rejânio, 42, perder o emprego. Régis, como é conhecido, alimentava os peixes. Agora, com a ajuda do filho Francisco, 21, está “escapando” na pesca do camarão “sossego” (miúdo). Numa manhã pegou 25 kg. Pouco. “Poderia ganhar mais ou menos R$ 50, mas tem o sal e outras coisas. Acabo ficando com R$ 20. O aperrei é grande”, descreve.

Antônio de Totô, 32, tem feito outros serviços na oficina de barcos do pai (Antônio Vicente, o Totô). A estiagem tornou sem serventia o ofício de fazer embarcações para o Orós, Castanhão, Banabuiú e Choró Limão. Durante o inverno, diz que fazem, por dia, cinco canoas e duas rabetas (barco a motor). E levam uma semana para construir uma barcaça.
Fonte: opovo.com.br
Demitri Túliodemitri@opovo.com.br