terça-feira, 20 de setembro de 2016

Candidatos não podem ser presos desde o dia 17 setembro

Resultado de imagem para justiça eleitoralO sonho de todo candidato a prefeito ou vereador é ver seu oponente preso por qualquer motivo que seja. Mas, este sonho ficou mais difícil a partir do dia 17 deste mês. Uma medida do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), baseada num dispositivo da Lei Eleitoral, restringe a prisão para casos extremos, onde o candidato seja pego em flagrante delito.

O anúncio foi feito pelo ministro Admar Gonzaga que avaliou a medida como necessária para que prisões não sejam usadas como elemento de constrangimento político, afastando o candidato da campanha. Teoricamente, a medida é correta, principalmente, para o uso do poder e da máquina pública para constranger adversários.

A dúvida é se prefeitos, candidatos a reeleição, investigados por corrupção terão que esperar o fim das eleições para serem presos, caso haja decisão da Justiça neste sentido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário