quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Emplacamento e transferência de veículos no Ceará podem ser feitos pela internet

Serviços podem ser acessados mediante uso da nota fiscal eletrônica de compra ou da comunicação eletrônica de venda do veículo. Os proprietários interessados em realizar o primeiro emplacamento (zero km) ou transferência de veículos agora podem efetuar os serviços através da página online do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), mediante utilização da nota fiscal eletrônica de compra. Somente proprietários de veículos registrados em um dos 184 municípios cearenses podem usufruir dos serviços. O endereço para acessá-los é http://central.detran.ce.gov.br/.

Emplacamento - Primeiro, é necessário realizar o preenchimento do número do chassi do veículo, registrado na nota fiscal. Em seguida, na página da Central de Serviços, o usuário deve clicar em “Veículos” e optar por veículo particular ou aluguel. 

A etapa seguinte é a escolha da numeração da placa, com letras e números. O próprio sistema apresenta 10 opções de numeração de placa, para ser escolhida apenas uma. Escolher a própria numeração custa R$ 265,98.

Depois, será exibido o número do protocolo de atendimento com os dados do veículo e proprietário. Após a confirmação, deve-se imprimir o número do protocolo de atendimento, a autorização para confecção da placa e tarjeta, o extrato de pagamento das taxas dos serviços do Detran e extrato de pagamento da taxa do seguro DPVAT. 

O proprietário deve aguardar que os pagamentos quitados no banco sejam registrados no sistema, e o processo pode ser acompanhado pela página do Detran.

Nos processos finalizados, o proprietário poderá se dirigir a uma unidade do Detran para, presencialmente, concluir a vistoria do automóvel, receber o documento de licenciamento e registro (CRLV e CRV), fixar as placas e selar a placa traseira. 

Transferência - Para proceder, já deve existir a comunicação eletrônica de venda ativa do veículo em cartório, chamado de DUT eletrônico, e não possuir nenhuma solicitação de mudança das características do veículo. O início do procedimento começa com a digitação do número da placa do veículo ou do Renavan. Em seguida, são apresentados os dados do veículo e da comunicação eletrônica de venda. 

Ao confirmar, o sistema gera o número do protocolo, os dados do veículo e do novo proprietário. Em seguida, segue a impressão da autorização para confecção da placa ou tarjeta, o extrato de pagamento das taxas do Detran (e de multas, se houver) e o extrato de pagamento do valor da taxa de seguro DPVAT, caso esteja atrasado.
DN.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Polícia prende três pessoas acusadas de participação em homicídio em Banabuiú

Dois permanecem presos na delegacia de Banabuiú; um foi transferido (Foto: José Avelino Neto).
Três pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira (23), neste Município do Sertão Central, em uma operação da Polícia Civil. De acordo com as informações da Polícia, as investigações apontaram o envolvimento do trio em um homicídio ocorrido em novembro na cidade. A Polícia também investiga a suposta atuação do trio em outros crimes, como tráfico de drogas e roubo de animais na região.
A operação contou com o apoio de equipes de Quixeramobim, Quixadá e Senador Pompeu. Foram presos Francisco Leonardo Lopes Nogueira, 30 anos; Josivaldo Oliveira Leitão, 40 anos e Francisco Oliveira Leitão, 30 anos. Os suspeitos estavam em casa e não resistiram. Eles negam as acusações. Os três foram levados para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.
De acordo com o delegado de Polícia Civil, Rooberto Vasconcelos, o trio vinha sendo investigado há um ano pela participação na morte do ex-presidiário Antonio Narcélio Peixoto Alexandre, 28, anos. Narcélio foi executado com sete tiros na noite do dia 17 de novembro, na avenida Adília Cajazeiras, dias após deixar a prisão de Quixadá, onde cumpria pena por tráfico. “Foi uma investigação bem complexa. Nós vínhamos trabalhando as informações que eram colhidas há bastante tempo e a gente conseguiu elucidar esse delito”, contou.
Vasconcelos também investiga a participação de Leonardo, Josivaldo e Francisco Oliveira em crimes como roubo de animais nas cidades de Jaguaretama, Banabuiú e Quixeramobim e tráfico de drogas “Há indício de uma organização criminosa, porque tem hierarquia, divisão de tarefas. Um vendia, outro comprava e outro recebia. Mas nós ainda estamos investigando isso”, antecipou o delegado.
Na última sexta-feira (18) o Diário Sertão Central noticiou a prisão em flagrante de um motorista, em Milhã, que fazia o transporte de animais que haviam sido furtados para Banabuiú. O motorista abastecia o caminhão em um posto de gasolina quando o dono dos animais passou pelo local e reconheceu os bichos. Ele acionou a Polícia que seguida, que prendeu o motorista. Como este fato ainda está sendo investigado, o delegado foi cauteloso e preferiu não confirmar a participação de um dos presos no caso registrado em Milhã.
Após concluído o inquérito, Roberto Vasconcelos pediu as prisões preventivas dos acusados ao judiciário, que deu parecer favorável. O Ministério Público do Estado (MPCE) também se manifestou a favor das prisões. Os envolvidos foram ouvidos e devem permanecer presos por homicídio qualificado. Francisco Oliveira Leitão foi transferido para uma unidade, mas o delegado não informou qual.

Em Iguatu: Médica cubana é encontrada morta em casa

Médica cubana, Mabel Sanchez, foi encontrada morta em Iguatu. Foto: divulgação Médica cubana, Mabel Sanchez, foi encontrada morta em Iguatu. Foto: arquivo pessoal.

A médica cubana, Mabel Guillot Sanchez, 39 anos, que integra o Programa Mais Médico, na cidade de Iguatu, foi encontrada morta, na manhã desta quarta-feira, 23, na área externa da casa onde morava, no bairro Paraná. Ela atendia na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Altiplano. Há três anos estava no município.

Mabel morava em uma casa com mais quatro colegas médicos cubanos. Segundo a secretária de Saúde de Iguatu, Vanderlúcia Felipe Lobo, Mabel chegou em casa por volta das 22 horas desta terça-feira, após participar de uma comemoração.

Pela manhã cedo, um morador do bairro viu a médica caída, na área. Chamou outras pessoas e os colegas foram acordados. A ambulância do Samu foi acionada e constatou o óbito. “Não se sabe a hora exata, mas o corpo já apresentava rigidez”, disse Vanderlùcia Lobo. “A suspeita inicial é de infarto”. Os colegas não relataram se a médica apresentava problema de saúde.

O corpo da médica foi levado pelo Rabecão para o IML de Iguatu. “Estamos aguardando o laudo e a chegada do médico responsável pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Manoel Ernandes, que estava em Juazeiro do Norte”, explicou a titular da secretaria de Saúde do município. “Há um seguro pago pela Opas e o corpo da médica será trasladado para Cuba, mas ainda não sabemos quando”.

No fim da manhã, o IML divulgou laudo, mas sem indicação da causa da morte. Foram retiradas amostras do coração, pulmão e estômago para exame laboratorial, em Fortaleza, que deverá ser divulgado em 15 dias.

Médicos cubanos estão indo embora - Os médicos que integram o Programa Mais Médicos, oriundos de Cuba, estão retornando ao país de origem. No mês passado, já foram oito. Outros nove que trabalham em Iguatu, aguardam a passagem e autorização do governo brasileiro. O período de três anos foi completado. Embora tenha sido prorrogado por mais três anos, haverá nova seleção e a prioridade do governo é para os médicos nacionais.
A médica que morreu e mais oito colegas iriam retornar na próxima semana.
DN.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Policia de Banabuiú captura de foragido da justiça

Hoje 22/11/2016, Aproximadamente às 15h10min estávamos fazendo patrulha de rotina pelo centro da cidade de Banabuiú-Ceará RP1482 foi informada via COPOM, uma denúncia anônima, que na Vila Brasília em uma casa sem número, estaria um sujeito que seria foragido da cadeia, prontamente fomos averiguar essa denúncia e chegando ao local acima citado verificamos que na residência estaria um homem de 24 anos, o qual foi perguntado se o mesmo seria foragido e ele confirmou o fato, que estaria no regime semi-aberto no presídio carrapicho em Caucaia-CE e que teria tirado a tornozeleira eletrônica, fizemos a condução do mesmo a delegacia municipal de Banabuiú.
Com informações do Copom/Policia Militar.

Transposição: Eunício recebe cearenses que reforçam luta por retomada da obra

Eunicio oliveira Blog solonopoleBlogspotCom SolonopoleCE 22112016 as 18h26 AntonioElanio 041-88-99661-3403 celular tim e WhatsApO senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) recebeu nesta terça-feira (22), em seu gabinete, membros da Comissão Externa de acompanhamento da Transposição do Rio São Francisco que vieram a Brasília reforçar a mobilização pela retomada das obras do trecho que levará as águas do rio ao Ceará.

Aos participantes, o líder peemedebista reafirmou todo o seu empenho, de forma integral, no sentido de que o governo federal priorize essa obra. Eunício citou o encontro que reuniu mais de 70 prefeitos cearenses com o ministro da Integração, Helder Barbalho, quando o tema foi bastante explorado. Ele confirmou informação repassada pelo gestor da pasta, que esteve no início da tarde com os membros da comissão. 

Segundo ele, o recurso em torno de R$ 170 milhões para a conclusão da obra, está assegurado pelo governo federal, entretanto, seu andamento foi prejudicado em razão do abandono dos serviços pela empreiteira, que devido a processos na justiça e no Tribunal de Contas da União (TCU) foi considerada inidônea. O que levou ao Executivo Federal, realizar um Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para licitar novamente a obra. 

Eunício acrescentou ainda que caso o processo venha a ter algum questionamento jurídico ou o Estado possa decretar estado de emergência em razão da falta de chuvas até a formalização do contrato, o ministro Helder Barbalho se comprometeu a dispensar licitação para a conclusão do empreendimento. 

O senador cearense parabenizou os representantes da mobilização pela iniciativa e ressaltou que essa luta é apartidária. “Tenho dedicado tempo integral a essa luta. É importante que todos estejam mobilizados e unidos para que o povo cearense não seja penalizado”, disse.

A previsão do ministério é que a obra seja concluída em agosto do ano que vem. Até lá, Eunício informou que o Executivo Federal se colocou à disposição do Estado para auxiliar com recursos as demais ações e projetos contra a seca nas cidades de Fortaleza e Região Metropolitana. “Inclusive o governo federal triplicou o valor dos repasses para o Estado com o objetivo de intensificar as ações na nossa região”, acrescentou. 

Poços e adutoras - Além do abastecimento de Fortaleza e Região Metropolitana através da Transposição, Eunício alertou para outras medidas emergências que estão à disposição dos municípios cearenses que tenham decretado estado de calamidade pública e regularizado pelo Governo Federal. 

De acordo com o parlamentar, recurso na ordem de R$ 500 milhões está disponível na secretaria de Defesa Civil, do ministério da Integração, para ser investido em projetos encaminhados pelas prefeituras. Ele observou que a reunião com mais de 70 prefeitos cearenses com o ministro Helder Barbalho, na última semana, foi justamente para esclarecer sobre essa assistência. “Foi um ato apartidário e esclarecedor. Estamos trabalhando em parceria com esses municípios para levar água as comunidades cearenses e assim amenizar os efeitos dessa seca severa”, informou. 

2017 - Para o ano que vem, Eunício disse que está intensificando sua articulação junto ao ministério do Planejamento e ao relator do Orçamento Geral da União de 2017, senador Eduardo Braga, para que seja assegurado um recurso significante para as obras e ações de combate aos efeitos da seca. Em razão de a articulação está sendo devidamente estudada por todos os envolvidos, Eunício se disse impossibilitado de antecipar valores e programas que devem alocar esse recurso. “É preciso que fique claro que estamos intensificando essa articulação e vamos confirmar os valores com a aprovação do projeto de Lei Orçamentária para o ano que vem”, concluiu. 

Participaram do encontro deputados federais e estaduais, prefeitos, empresários e jornalistas cearenses. www.eunicio.com.br

Relatório confirma compromisso de Eunício em aumentar os recursos da saúde em R$ 9,9 bilhões

Eunicio oliveira Blog solonopoleBlogspotCom SolonopoleCE 22112016 as 15h25 AntonioElanio 041-88-99661-3403 celular tim e WhatsApO relatório preliminar do senador Eduardo Braga (PMDB-MA) à Proposta de Lei Orçamentária Anual para 2017, apresentado à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso, prevê uma receita R$ 9,9 bilhões a mais para a saúde, em comparação com a mensagem original advinda do Governo Federal.

A medida confirma a previsão feita pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), ao afirmar na apresentação do relatório à PEC 55/2016, sobre o equilíbrio das contas públicas, que a saúde seria beneficiada com o referido aporte de recursos já em 2017.

Segundo o relator do Orçamento, as novas despesas serão compensadas pelo aumento do teto das receitas de 2017, além do corte de subvenções econômicas. Ainda de acordo com Braga, o relatório remaneja recursos para elevar em R$ 1,2 bilhão o total destinado à educação.

A proteção à saúde e à educação foram pontos significativos do relatório que Eunício Oliveira apresentou à PEC 55/2016. Segundo ele, o equilíbrio das contas públicas permitirá a retomada do crescimento econômico e, consequentemente, uma maior arrecadação para os Governos Federal, Estaduais e Municipais, o que permitirá investimentos ainda maiores em saúde e educação.

No seu relatório à PEC 55/16, Eunício garantiu a elevação do piso atual para a área da saúde de 13,7% da Receita Corrente Líquida para 15%, o que irá garantir esse acréscimo de quase R$ 10 bilhões para o setor. www.eunicio.com.br

Centro Sul: Ministério atende solicitação de Eunício e trecho da BR 230 será recuperado

Eunicio oliveira Blog solonopoleBlogspotCom SolonopoleCE 22112016 as 10h57 AntonioElanio 041-88-99661-3403 celular tim e WhatsApBrasília - Uma boa notícia animou moradores da região Centro Sul do Ceará. É que o ministro dos Transportes, Maurício Quintela atendeu solicitação do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) e determinou o início da obra de manutenção na BR-230 no trecho de 34 km que liga as cidades de Farias Brito e Várzea Alegre. O líder peemedebista esteve no ministério no último dia 18, quando tratou sobre o assunto com o gestor da pasta.

A má qualidade do trecho que será recuperado tem prejudicado o transporte de pessoas e o fluxo de mercadorias, afetando de forma negativa a economia desses munícios e localidades próximas. De acordo com o ministro, a empresa que irá realizar a obra será a Ápia, já contratada pelo DNIT/CE (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e os trabalhos serão iniciados na próxima semana. 

A obra será importante para intensificar o fluxo dos municípios do Centro Sul com as grandes cidades do Cariri como Crato, Juazeiro e Barbalha além de melhorar também acesso a BR 116. 

Para Eunício, a iniciativa reafirma o compromisso do governo em apresentar melhorias para os municípios cearenses. “A população daquelas localidades espera há anos essa atenção. Será uma importante iniciativa para aquecer a economia e melhorar a mobilidade dos que usam o trecho”, disse. www.eunicio.com.br

domingo, 20 de novembro de 2016

Deputado Irapuan Pinheiro: Tentativa de homicídio à bala seguido de homicídio a faca

Ontem, 19/11/2016, por volta das 20h40min, fomos informados via Copom(190) que havia acontecido um homicídio à faca e uma tentativa de homicídio à bala na localidade de Catitu, zona rural de Irapuan Pinheiro-CE, e que a vítima da tentativa de homicídio à bala estaria no hospital municipal desta mesma Urbe, de imediato a composição da VTR 9052, foi ao hospital mencionado e constataram a veracidade dos fatos, sendo que na localidade de Catitu, mais precisamente no bar do Sr. Deci, o Sr. Luiz Fernando de lima, gesseiro, 43 anos, residente no município de Acopiara-Ce, teria tentado tirar a vida de Francisco Erisvaldo Vieira de Melo, nascido em 04/01/1981, na tentativa contra a vitima o acusado desferiu dois tiros no mesmo, sendo um disparo no braço esquerdo e outro na perna direita, A vitima foi socorrida para o hospital municipal, onde foi atendido e em seguida transferido para o Hospital Regional de Iguatu, durante a tentativa o acusado foi atingido a facadas por Cícero Rodrigues de Melo, nascido em 20/08/80, após ser lesionado à faca por Cícero, Luiz não resistiu e veio a óbito no local, e Cícero acusado por populares de ter matado Luiz, se evadiu do local tomando rumo ignorado, foram feitas diligências à procura de Cícero, porém até o presente momento sem êxito, vale salientar que o revolver, calibre 38, 5 tiros, com 4 munições deflagradas, Nº HL30664, foi encontrado próximo ao corpo de Luiz, provavelmente a arma utilizada contra à vida de Erisvaldo, também se encontrava próximo ao local do crime a motocicleta Brós, 150, de cor laranja, de Placa NUM 4390 com inscrição de Acopiara-Ce, segundo populares esta foi a motocicleta em que o Sr. Cícero teria chegado, o mesmo se evadiu a pé deixando a mesma no local, tanto o revolver e a motocicleta mencionados foram conduzidos ate a delegacia regional de Senador Pompeu-Ce, para os procedimentos cabíveis. Com informações do Copom/Policia Militar.

sábado, 19 de novembro de 2016

CONTRA CRIANÇAS Denúncia de maus-tratos aumenta 30%

Os conselheiros tutelares são os profissionais capacitados para lidar com os casos mais delicados relacionados à violência contra crianças e adolescentes.

Banabuiú. A importância da atuação dos conselheiros pode ser medida pelo aumento de casos desvendados e solucionados. Segundo o presidente da Associação dos Conselheiros, Ex-Conselheiros Tutelares e Suplentes do Estado do Ceará (Acontesce), Eulógio Alves Neto, somente as denúncias de maus-tratos subiram 30% do início do ano até este mês, se comparadas com o mesmo período de 2015.

"É a mãe que deixou o filho em situação inadequada, o filho que foi agredido pela própria mãe, a falta de alimentação, o pai que vai beber e esquece os filhos no bar. Todos esses casos aumentaram", explica.

Violência sexual - A titular da Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente (Dececa), Ivana Timbó, afirma ter acompanhado um crescimento, também, nos casos de estupro. Para Ivana, em situações delicadas, a atuação de um conselheiro é fundamental porque ajuda a dar mais agilidade na resolução dos casos.

"Sempre que uma criança que é negligenciada chega aqui, nós não devolvemos mais para a família. Contactamos o Conselho para que eles façam uma investigação, uma vez que é esse que tem a autonomia de dizer qual o futuro daquela criança", destaca a delegada.

Na delegacia, os conselheiros têm prioridade. "Assim que o conselheiro chega, passa a ter a prioridade, porque ele não tem esse único boletim, ele tem vários outros para desenvolver no dia a dia. A gente sempre procura colocá-lo como prioridade central", diz Ivana.

Importância da missão - Diante dos problemas que são incumbidos de resolver, Eulógio Neto acredita que seria necessário um amadurecimento de gestores para compreender a importante missão que têm os conselheiros tutelares. "Precisamos da sensibilidade desses novos gestores. Um compromisso, não com o Conselho em si, mas com os direitos de crianças e adolescentes", destaca.

Eulógio também acredita num aumento de casos de abuso sexual. Ele analisa que o crime deixa sequelas terríveis nas vítimas, e, por isso, deve ser dado o aparato para que os Conselhos tratem os casos com mais rigor.

Impunidade - Nos crimes sexuais envolvendo crianças, há uma tendência á impunidade em qualquer centro. Nas cidades interioranas, a preocupação se torna maior, porque muitos são os envolvidos para que não haja publicidade de atos imorais e criminosos.

"São inúmeros casos. A pedofilia cresceu muito no Ceará e é perigosa porque é um crime silencioso, são pessoas que estão no convívio diário, e quem menos se imagina. Um profissional com capacitação poderá tratar e demandar casos, por mais delicados que eles sejam. É esse o papel dele, mas é preciso que existam meios de fazer essa realidade ser diferente", destaca Eulógio Neto.

Origem - O conselho tutelar foi instituído em 13 de julho de 1990, junto com Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instituído pela Lei Nº 8.069. No Brasil, os Conselhos Tutelares são órgãos municipais destinados a zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, conforme determinado no ECA.

Conselho Tutelar é uma entidade vitalícia, ou seja, quando é criado, não pode mais ser extinto. É autônomo em suas decisões - o que decide não recebe interferência de fora. É também não juridiscional, ou seja, não julga, não faz parte do judiciário, não aplica medidas judiciais.

A entidade deve ser composta por cinco membros eleitos pela comunidade para acompanhar as crianças e os adolescentes e decidir em conjunto sobre qual é a medida de proteção a ser adotada para cada caso.

CRIANÇAS VULNERÁVEIS Estrutura precária prejudica ações de conselhos tutelares

Image-0-Artigo-2161311-1Trabalho de fazer o ECA funcionar esbarra em dificuldades como atraso de salários e até falta de equipamentos. Reportagem: José Avelino Neto - Colaborador.

Banabuiú. A última sexta-feira (18) foi marcada pelo Dia do Conselho Tutelar. Mas a situação atual vivida pelos cidadãos encarregados de assegurar os direitos garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) no Interior do Estado mostra uma realidade difícil. Os problemas se acumulam, prejudicando o rendimento dos agentes e refletem uma situação de precariedade.

Neste Município do Sertão Central, distante 220Km da Capital, os cinco conselheiros estavam até pouco tempo com o salário atrasado. A conselheira Neide Gustavo, mãe há três meses, demonstrava preocupação. "Se fosse preciso levar meu filho para um pediatra, comprar um remédio, eu iria comprar com quê?", desabafou Neide.

A Lei determina que o Conselho tenha sede própria, o que também não acontece em Banabuiú. O expediente funciona em uma sala da Secretaria de Assistência Social. A secretária de assistência social, Sâmia Cristina Oliveira, reconhece as dificuldades, mas analisa que também houve avanços.
"Temos que melhorar, sim, muita coisa. Mas é preciso reconhecer que também teve muita coisa que avançou. As diárias estão atrasadas. Mas uma coisa é você não ter direito. Outra coisa é você, mesmo que esteja atrasado, ter a garantia que vai receber", explicou.

Dificuldades - Problemas estruturais são uma constante em quase todas as unidades da região. Em Solonópole, o carro usado pelo Conselho foi levado em abril deste ano. Até então não havia um local seguro para guardar o veículo, que era deixado no estacionamento do hospital da cidade. A Polícia recuperou o carro e somente depois do furto, o veículo passou a ser deixado em local adequado.

"O maior problema continua sendo a estrutura. E agora, neste fim de mandato, ficou pior porque eles estão com cortes de gastos e isso acaba comprometendo o nosso trabalho", disse uma conselheira que pediu para não ser identificada. Ela também contou que, após uma visita de promotores, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) solicitou melhorias na estrutura do local, mas, mesmo com o parecer, "ainda não fizeram nada", frisou a conselheira.

Em Caridade, também na região Central, não há sequer um carro para a equipe. "Nós não temos um carro próprio, a serviço do Conselho", revelou a conselheira Elizângela Martins. "Para falar a verdade, nós temos dificuldades em tudo. Nossa sede não é própria, o computador que tem não presta e não temos impressora. Para imprimir um relatório tem que ir à Prefeitura", disse Elizângela.

Além disso, chama a atenção de que nem sempre o telefone da unidade de Caridade funciona. Receber alguém é constrangedor, conta ela, porque cadeiras e birôs estão deteriorados. Como se não bastasse, Elizângela diz que o pagamento da equipe está atrasado.

Centro Sul e Cariri - Na região Centro-Sul, a maioria dos Conselhos Tutelares vive uma realidade semelhante. A principal queixa é a questão salarial e a falta de estrutura. Na cidade de Iguatu, a sede é alugada. Os computadores serão devolvidos até o fim do ano à empresa, pois são locados. "Temos uma defasagem salarial desde 2005", disse o conselheiro Cristiano Martins. "Vamos procurar o Ministério Público para pedir apoio para obtenção de uma nova sede e um lugar adequado de trabalho", frisou.

Na região do Cariri, a mudança na situação de dificuldade veio após uma recomendação do MPCE. Em junho deste ano, o órgão recomendou que a Prefeitura de Crato ofertasse serviços básicos de Saúde, Educação e Assistência Social, atendendo às requisições emanadas pelo Conselho Tutelar daquela cidade.

Dois meses depois, em face de diversas dificuldades apontadas pelos conselheiros tutelares do município de Barbalha, o MPCE entrou com uma Ação Civil Pública (ACP) com pedido de tutela antecipada para que a Prefeitura ofereça melhor infraestrutura ao Conselho.

Em Juazeiro do Norte, a mobilização dos dez conselheiros - cinco em cada um dos conselhos da cidade - surtiu efeito. De acordo com as informações de Aron Mota, ex-presidente da unidade local, problemas como nova sede e mobílias e o reajuste salarial foram atendidos.

A principal queixa atualmente é a limitação do veículo utilizado para atender as demandas. "A cota de combustível foi reduzida e estamos rodando com uma bateria emprestada. Esse problema acaba afetando um pouco nosso trabalho. Por vezes, temos que fazer vista grossa em algumas demandas por não ter combustível, por exemplo".

Descaso - O presidente da Associação dos Conselheiros, Ex-Conselheiros Tutelares e Suplentes do Estado do Ceará (Acontesce), Eulógio Alves Neto, acompanha o trabalho dos Conselhos desde 2001 e avalia a situação como um descaso. "Muitos ainda precisam entender a importância que um conselheiro tem na sociedade. Às vezes a sua presença resolve o problema, mas ele encontra muita dificuldade para atuar", disse.

Mais de 950 conselheiros atuam no Estado, espalhados por 192 sedes. Cuidar de um Conselho, segundo Eulógio, é bem mais simples e barato do que se imagina. Mesmo assim, prevalecem os relatos onde a estrutura é inexistente. "Muitos gestores têm pouca ou nenhuma atenção".

Autonomia - A titular da Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente (Dececa), Ivana Timbó, lembra que, para que possam auxiliar na resolução dos casos, as sedes e equipes precisam de autonomia. Elas têm que ter viaturas apropriadas, estrutura para funcionar. Aqui na Dececa, quando não temos a ajuda de um conselheiro, é como se faltasse um braço da gente", diz Ivana.

Eulógio avalia que o MPCE deve se valer dessas situações para cobrar uma mudança nessa realidade. "No Interior, usa-se muito disso: não votou em mim, vai comer o pão amassado e água quente", pontuou Eulógio Neto. "Você nunca vai ver conselheiro cobrando aumento de salários. Você vai ver ele cobrando do gestor público estrutura para funcionar e atender bem", disse.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Protesto denuncia esvaziamento do Orós

Por Redação MaisFM - 18 de novembro de 2016
A ponte que leva ao Rio Jaguaribe (Foto: Drone/Mais FM).
O nível do açude cai 4cm a cada 24h. A liberação representa o volume de cinco carros-pipa a cada dois segundos

Moradores e produtores rurais deste município, na região Centro-Sul do Estado do Ceará, realizaram, ontem pela manhã, manifestação contra o esvaziamento do reservatório que passou a liberar 16 metros cúbicos por segundo para atender a demanda do Baixo Jaguaribe e da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). As águas do Orós chegam ao Açude Castanhão pelo Rio Jaguaribe.

O protesto reuniu centenas de moradores, a maioria estudantes, e foi o segundo realizado neste ano. Inicialmente, os manifestantes se concentraram na ponte sobre o Rio Jaguaribe e em seguida caminharam por ruas do centro comercial e foram até a válvula dispersora, conduzindo faixas e cartazes ao som de apitos e gritos de ordem.

Faixas e cartazes com dizeres contra a atual vazão foram confeccionadas (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM) Redução - Faixas e cartazes com dizeres contra a atual vazão foram confeccionadas (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM) 
Faixas e cartazes com dizeres contra a atual vazão foram confeccionadas (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM)
O nível do açude cai 4cm a cada 24 horas. A liberação representa o volume de cinco carros-pipa a cada dois segundos. A redução de água no reservatório preocupa os moradores. O radialista Narcélio Cavalcante chamava a atenção de lojistas, comerciários e moradores que não participaram do ato, mostrando a importância do que denominou de “grito pela vida e pela água em favor do povo de Orós”.

“Secaram o Banabuiú, o Castanhão e outros açudes para atender a demanda da região de Fortaleza, projetos de irrigação e agora estão esvaziando o Orós”, lamentou o professor de Filosofia José Carlos Custódio. “Isso que estão fazendo é uma irresponsabilidade da Cogerh (Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos)”, acusou.

O protesto finalizou na parede do açude (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM) O protesto finalizou na parede do açude (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM) 

Fechamento - Os manifestantes afirmaram que até o fim deste mês deve ocorrer novo protesto, que pode resultar no fechamento da válvula dispersora. Um abaixoassinado será encaminhado ao governador Camilo Santana nos próximos dias.

Os moradores destacaram que não são contrários à liberação de água para atender a demanda dos moradores da RMF, mas questionam o fato de que nenhuma contrapartida ou medida compensatória foi anunciada pelo governo do Estado para o município de Orós.

Preocupação - “Estamos preocupados porque mais uma vez estão secando o Orós. A população local e os produtores vão sofrer, enfrentar prejuízo, sem compensação. Dezenas de localidades ribeirinhas vão ficar sem água”, disse o integrante do Comitê da Bacia do Alto Jaguaribe, Paulo Landim.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iguatu, Evanilson Saraiva, morador da localidade de Barrocas, nas margens do Açude Orós, a água já está distante cerca de 300 metros da vila. “Em breve não teremos mais com retirar água do açude e a comunidade vai enfrentar sede”, disse.

“A saída seria a perfuração de poço, mas a água é salgada, e o governo não anunciou nem o poço, nem a instalação de dessalinizador”, acrescentou.

Além da cidade, as águas do açude Orós atendem a demanda de criadores e agricultores no entorno da barragem, abastecimento de dezenas de localidades rurais, reabastecimento do Açude Lima Campos e da cidade de Icó, além do Baixo Jaguaribe e da demanda da RMF, por meio do Açude Castanhão. “A prioridade deveria ser o uso da água para consumo humano, mas ainda estão brigando por água para irrigação e criatórios de peixe e camarão no Baixo Jaguaribe”, protestou Landim.

A válvula só foi aberta no dia 11 de novembro para liberação de 16 m³/s (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM)Vazão - A válvula só foi aberta no dia 11 de novembro para liberação de 16 m³/s (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM)
A válvula só foi aberta no dia 11 de novembro para liberação de 16 m³/s (Foto: Thiedo Henrique/Mais FM)
De acordo com o portal hidrológico da Cogerh, o Açude Orós atualmente acumula 17,9% de sua capacidade. Até o fim do ano deve chegar a 10%, segundo estimativa do órgão.

Por meio de nota, a Cogerh informou que “o Açude Orós, historicamente, contribui para a segurança hídrica do Vale do Jaguaribe e complementarmente para Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Esta contribuição foi aliviada com a construção do Açude Castanhão, que desde 2004 tem sido responsável pelo atendimento do Médio e do Baixo Vale do Jaguaribe, além da complementação da RMF. Deste modo, o Orós tem passado a atender somente as demandas locais, limitadas à montante do Castanhão, o que possibilitou que o mesmo pudesse manter expressiva reserva hídrica estratégica para todo Vale do Jaguaribe e da RMF”.

Ainda segundo a Cogerh, chegando, em janeiro com 10%, o Orós é capaz de seguir contribuindo com as regiões do Baixo e do Médio Vale do Jaguaribe bem como, complementarmente, com a RMF sem comprometer seus atendimentos locais.
A Cogerh frisou também que a operação aprovada pelos Comitês dos Vales do Jaguaribe e Banabuiú, no segundo semestre de 2016, a partir de setembro, até o dia 31 de janeiro de 2017 ,ficaria 16 m³/s. Entretanto, a válvula só foi aberta no dia 11 de novembro para liberação de 16 m³/s. Em setembro, a média foi 8,2 m³/s e em outubro, foi 10,5 m³. “Todas as decisões são transparentes e foram discutidas em audiências públicas em Orós e Quixelô. Também houve duas reuniões com os Comitês de Bacias do Jaguaribe e reuniões mensais de acompanhamento da operação”, finalizou a nota da Cogerh.
Fonte: Diário do Nordeste via MaisFm.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Policia recupera veiculo na fazenda Iracema em Banabuiú

No dia 16/11/2016, aproximadamente as 13h00min, a composição da VTR 1482 recebeu uma denúncia via 190 que um casal na fazenda Iracema zona rural de Quixadá teria sofrido uma tentativa de assalto, os policiais foram até o local e falaram com a vítima o Sr. J.L.d.S., 54 anos, natural de Quixadá, e reside na Fazenda Iracema zona rural de Quixadá, ele relatou que dois indivíduos em uma moto foram até sua casa e pediram água, mas logo depois anunciaram o assalto, um deles estava armado com um revolver então a vítima gritou por ajuda e os dois indivíduos correram deixando a moto para trás uma moto Honda titan 150cc de cor preta e placa HWJ-7535, com a ajuda de populares os policiais conseguiram prender um dos acusados o menor, 14 anos, natural de Eusébio-CE, e reside no Alto Alegre em Banabuiú-CE, o mesmo foi reconhecido pelas vítimas o outro suspeito que estava com a arma não foi encontrado. O menor e a moto apreendida foram levados para a Delegacia de Polícia civil de Quixadá onde foi feito o procedimento contra o menor.
Com informações do Copom/Policia Militar.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Banabuiú: Prisão por dano ao patrimonio desacato e resitencia

No dia 15/11/2016 aproximadamente as 03h00min, a VTR 1482, recebeu uma denúncia via 190 dizendo que uma mulher estaria causando muita confusão em uma festa na localidade de lagoa da serra zona rural de Banabuiú-CE, os policiais foram até o local e viram que se tratava da Sra. J.X. de L., 30 anos, natural de Quixadá, e reside na rua da creche em Banabuiú, ela foi instruída a deixar o local, depois de algum tempo já fora da festa ela começou a insultar os policiais e danificou o vidro traseiro do lado direito da viatura 1482, os policiais a prenderam e a acusada foi levada para a Delegacia de Polícia Civil de Quixadá onde foi feito o procedimento por dano ao patrimônio público, desacato e desobediência.
Com informações do Copom/Policia Militar.

sábado, 12 de novembro de 2016

Dona de casa é morta a facadas pelo companheiro em Jaguaretama

O suspeito do crime fugiu e ainda não foi localizado pela Polícia. A dona de casa Ana Cleide Bezerra Pereira, de 29 anos, foi morta golpes de faca na tarde deste sábado (12), no município de Jaguaretama (a 239Km de Fortaleza). O principal suspeito do crime é o homem quem vivia com Ana Cleide, identificado apenas como ‘Zé’. 

De acordo com a Polícia, o homicídio ocorreu por volta das 13h30 na Rua Maria Neusa da Paz. A vítima estava em casa quando foi atacada pelo companheiro, que estava armado com uma faca, tipo ‘peixeira’.  Ele desferiu vários golpes contra Ana Cleide. A mulher morreu na hora. 

Vizinhos ouviram a briga e acionaram a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). O suspeito do crime fugiu em direção ao Distrito de Alagamar. Patrulhas da Polícia Militar fizeram buscas na região, mas o homem não foi localizado. A arma utilizada no assassinato foi apreendida.
Via DN - JAGUARETAMA Dona de casa é morta a facadas pelo companheiro.

Banabuiú no sertão central região receberá recursos repatriados

Com a liberação do dinheiro repatriado prefeitos e governadores de todo o Brasil terão um mês de dezembro mais aliviado., pois o presidente da republica Michel Temer afirmou na última sexta-feira, 11, que os recursos arrecadados pela União com a repatriação e repassados aos municípios poderão ajudar as prefeituras a pagar o 13º salário dos servidores públicos.

A Receita Federal informou nesta terça-feira, 1º, que o programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos, trouxe de volta à economia brasileira R$ 169,9 bilhões. Desse total, foram arrecadados R$ 50,9 bilhões, referentes ao Imposto de Renda (IR) e multa da formalização dos valores. O prazo para regularizar os ativos encerrou no dia 31 de outubro.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) explica que o valor repatriado é diferente do valor arrecadado. O primeiro refere-se ao montante declarado pelo contribuinte ao governo federal, e portanto, trazido ao Brasil. Já o valor arrecadado é o valor obtido pelo governo com a aplicação das devidas multas.

Sobre o valor repatriado incide uma alíquota de 30%, dos quais metade são referentes à multa e a outra metade referente ao Imposto de Renda. Estados e Municípios têm direito a receber apenas o montante obtido com o IR. Ou seja, apenas R$ 24,580 bilhões são direcionados à partilha com os entes subnacionais. A multa fica inteiramente com a União.

A partilha dos valores do IR respeitam os percentuais do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e, por isso, os Municípios receberão 22,5% desse valor, o que equivale a R$ 5,726 bilhões. Um pequeno montante de R$ 332 milhões de repatriação já foi pago no último decêndio de outubro. A expectativa é de que os valores restantes sejam repassados às prefeituras até o segundo decêndio de novembro, juntamente aos valores normais repassados de FPM.

A entidade elaborou uma projeção dos valores brutos destinados aos Municípios. Ou seja, sem o desconto de 20% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Confira abaixo quanto deve receber cada município do Sertão Central:

Banabuiú: R$ 1.030.633,87
Boa Viagem: R$ 1.889.495,42
Canindé: R$ 2.233.040,04
Choró: R$ 687.089,24
Ibaretama: R$ 687.089,24
Ibicuitinga: R$ 687.089,24
Itatira: R$ 1.030.633,87
Madalena: R$ 1.030.633,87
Milhã: R$ 687.089,24
Pedra Branca: R$ 1.545.950,80
Quixadá: R$ 2.404.812,35
Quixeramobim: R$ 2.233.040,04
Senador Pompeu: R$ 1.202.406,18
Solonópole: R$ 1.030.633,87

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Um motociclista tentou se jogar da parede do Açude de Banabuiú

Um motociclista – cujo nome iremos preservar aqui -, tentou tirar a própria vida se jogando com seu veículo da parede do açude de Banabuiú, no Sertão Central, mas felizmente não obteve êxito. O episódio aconteceu na tarde desta sexta-feira, 11. O homem apenas ficou no prejuízo material, já que o veículo acabou sendo jogado de uma altura de uns 30 metros.

Segundo informações de populares repassadas, o homem havia se zangado com uma situação familiar e decidiu praticar o atentado contra a própria vida. Ele acelerou para a morte, mas acabou caindo do veículo antes de alcançar o abismo. A segurança do local o impediu de pular, mas não conseguiu evitar que ele jogasse a motocicleta, uma XRE 350.

Na semana passada, após ser deixado pela mulher, um homem tentou se jogar de uma torre de telefonia no centro de Banabuiú, mas foi salvo por um vereador, que subiu na torre e impediu a desgraça.
Via Quixeramobim Revista.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Reforma do Ensino Médio: por que as mudanças são necessárias?

O país precisa de mudança. Isso é um fato inegável. Nossa constituição já data de quase 30 anos, e com certeza há coisas que antes eram vistas como positivas, que hoje não o são, e que carecem de revisão. Uma delas é a nossa educação.
Apesar da maneira brusca com que foi apresentada a Medida Provisória que determina uma reforma no Ensino Médio das escolas brasileiras, particulares e privadas, essa proposta não surgiu agora.
São cerca de 20 anos, desde o fim do governo FHC, em que todos os governantes de nosso país vêm tentando aplicar essas mudanças. Seu intuito é deixar o país mais próximo de modelos de sucesso, mundo a fora, especializando alunos desde cedo.
Como dito, a maneira brusca foi o que gerou tamanha comoção. A abertura para o diálogo e sugestão só veio depois. Esse foi o erro do governo. Se a apresentação tivesse sido melhor organizada, os próprios alunos, que hoje estão em ocupações, tivessem tido espaço para ajudar e serem ouvidos de forma mais eficaz, talvez nada disso acontecesse.
De um modo geral, a mudança é necessária. O modo como o ensino médio vem sendo tratado nos últimos anos não segue as propostas apresentadas na nossa Lei de Diretrizes e Bases atual. Ela define o ensino médio como mais uma etapa da educação básica, e que por isso deve possuir uma característica universal.
Sendo assim, não adianta continuar descumprindo a lei, se já não se enxerga que são assim que as coisas funcionam. Há anos que o ensino médio já não é tratado dessa forma. A lei acaba tendo de se adequar à realidade. Hoje os conceitos são diferentes, o que se espera do estudante é que ele tenha mais oportunidade de galgar outros aspectos da especialização.
Hoje, quem tem uma educação superior tem melhores condições de trabalho e salário do que aqueles que não têm. Não que não haja profissões que não precisam de faculdade. Elas ainda existem, mas dentro das que precisam, é interessante para todo mundo que haja profissionais mais bem treinados.
Sendo assim, o Ensino Médio se torna mais uma etapa de especialização, algo que o aluno pode dedicar à construção de sua carreira desde o início, e desde bem antes. Isso ajuda a ter uma classe mais especializada. O próprio ensino médio se torna mais uma etapa da educação que visa o profissionalismo e a vida adulta.
Gostaria de citar três alterações que tem causado muita polêmica, e apresentar minha visão sobre como elas podem ser positivas, e não negativas, como se vem observando.
A primeira delas é a organização das aulas em tempo integral, de sete horas diárias. No estado atual, essa mudança levanta questões sobre infraestrutura física e pedagógica.
É óbvio que mudanças terão de ser aplicadas. No que tange ao pedagógico se fará necessária uma adequação de currículo, algo que é mais simples e demanda muito menos esforço do que alterações físicas da estrutura da escola. Entretanto, essas também serão necessárias e isso dispenderá algum investimento.
Para as escolas particulares, sem dúvida, será mais simples, mas para as públicas há aqui uma oportunidade e uma necessidade que será atendida pelo governo, afinal a proposta de mudança partiu dele.
Lembrando que essa é uma atribuição do governo estadual, já que quase todas as escolas públicas de Ensino Médio, tirando uma ou outra, são de gerência estadual. As escolas podem ganhar muito com isso, pois o governo, ao aplicar a MP, está se comprometendo a apresentar condições para que ela seja vigente.
A outra questão é a da retirada da obrigatoriedade do ensino de filosofia, sociologia, arte e educação física. Bem, nesse caso elas se tornaram apenas optativas, não obrigatórias. Há uma opção, uma flexibilidade, o que não as exclui em suma. Ainda haverá aulas dessas matérias nas escolas que acharem isso pertinente.
Outro ponto importante é a da possibilidade de se guiar para uma área de ensino com que mais o aluno se identifique. Na verdade, isso já ocorre em muitas escolas técnicas há muitos anos. O aluno poderá guiar-se para um currículo que será mais útil e intensivo a ele, sem que as aulas básicas do período matutino deixem de ser aplicadas.
Pode haver problemas em diversos pontos dessa MP, e é por isso que o próprio governo, admitindo a maneira como a apresentou, propôs um diálogo e abriu meios de recepção de sugestões. O caso é que o ensino precisa de mudança e o país também. Não adianta ficar parado.
O ideal é que se utilize todos os canais democráticos para que isso seja feito de melhor acordo com a sociedade, mas que seja feito. Há pontos a serem melhorados e há falhas, mas há também oportunidade. É preciso diálogo para que se apare as arestas.

Ricardo Althoff é CEO da Seu Professor Empreendedor & Negócios.
Sobre a Seu Professor Empreendedor & Negócios: www.seuprofessor.com.br
Informações para a imprensa:
InformaMídia Comunicação
(11) 2834 9295 / (11) 98760 7396.

sábado, 5 de novembro de 2016

Homicidio por arma de fogo em banabuiú

jovem-de-banabuiuSegundo informações do Copom e da Policia Militar do Ceará. No dia 05/11/2016 aproximadamente as 03h00min, a VTR 1482, recebeu uma denúncia via 190 dizendo que o indivíduo J.L.D.S., 20 anos, da cidade de Jaguaretama-CE, teria sido alvejado a bala e se encontrava no hospital da cidade em óbito.
Chegando ao hospital a composição confirmou a informação que o mesmo teria sido socorrido por um popular e já havia chegado ao hospital em óbito. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo na altura do peito no Bairro Vila Brasília em Banabuiú.
A composição colheu informações sobre possíveis suspeitos e fez diligências na área a fim de realizar a captura do mesmo não obtendo êxito.
Leia também no SertãoAlerta.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Prefeitura de Banabuiú repassa salário atrasado de conselheiros tutelares

Conselheiros procuraram a promotoria no fórum da cidade na última terça (1º) (Foto: José Avelino Neto.

Após a divulgação da matéria em que denunciava o atraso no salário por quase dois meses, membros do conselho tutelar deste Município receberam o pagamento de um dos meses em atraso. O repasse foi confirmado pela Secretaria de Ação Social. De acordo com a pasta, os proventos foram repassados para as contas dos conselheiros ainda no final tarde da última quinta-feira (3), mas o dinheiro só foi processado na manhã desta sexta-feira (4).
O dinheiro repassado se refere ao mês trabalho em setembro. De acordo com a Secretária de Ação Social, Sâmia Cristina, no próximo dia 10 a prefeitura começa a efetuar os pagamentos. Dentro deste prazo os conselheiros devem receber o valor referente ao mês de outubro.
Repercussão - Em matéria divulgada na última quinta, os cinco conselheiros reclamavam do descaso com o atraso do pagamento da categoria. Eles disseram estar sofrendo situações constrangedoras e procuraram a justiça na comarca da cidade para tentar agilizar a situação.


Problemas envolvendo conselhos tutelares da região já foram destaque no Diário do Nordeste. Em 2010, em uma reportagem especial, o jornal mostrou as difíceis condições de trabalho nos conselhos das cidades do interior das principais regiões do Ceará. Medidas judiciais movidas em anos anteriores decorrentes do mesmo problema também já foram mostrados pelo blog. Em 2014 o Conselho Tutelar de Quixadá ameaçou parar após seis meses de diárias em atraso e condições de trabalho precárias. Um ano antes, na mesma cidade, a gestão municipal teve o bloqueio de contas solicitado pela justiça. Na época R$ 70 mil foram bloqueados para que o dinheiro fosse usado na restauração de uma nova sede.


O atraso nos proventos dos conselheiros banabuenses aconteceu mesmo depois do prefeito Veridiano Sales ter firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no último dia 18 de outubro, onde se comprometia a não atrasar o pagamento de funcionários da gestão atual. O Diário Sertão Central teve acesso ao documento, que pontua uma multa de R$ 2 mil, em caso de descumprimento da medida.
Histórico no Estado No início de abril deste ano o blog mostrou o caso do carro do conselho de Solonópole que foi roubado. O município não cedeu uma sede própria ao conselho e o veículo era guardado em uma garagem onde ficavam veículos da secretaria de saúde.
Fonte: Diário Sertão Central.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Conselheiros tutelares de Banabuiú reclamam de dois meses de salário atrasado

Conselheiros relatam estar há dois meses sem receber o salário.
Os membros do Conselho Tutelar deste Município da região central cearenses reclamam no atraso do salário. O problema, segundo a categoria, já persiste há dois meses. Os conselheiros enfrentam problemas pessoais com a falta do pagamento e buscaram ajuda na comarca municipal do Ministério Público esta semana.
Os cinco conselheiros relatam que a última vez que receberam dinheiro foi no dia 20 de setembro. O pagamento se referia aos serviços prestados no mês de agosto e deveria ser debitado na conta dos conselheiros até o quinto dia último daquele mês. “O correto que a gente sempre recebia era no início do mês, estourando até o dia 5. Teve um mês que recebemos dia 10, e por último vinhemos receber no dia 20. Mas no mês passado a secretaria recebeu seu dinheiro e nós não recebemos nada!”, disse Márcia Rodrigues, uma das conselheiras.
Segundo Márcia, a Secretaria de Ação Social do Município realizou uma reunião no último dia 25 de outubro para negociar com o prefeito Veridiano Sales o pagamento do mês de setembro. “Disse que iria conversar com o prefeito para tentar que ele nos pagasse um mês. Em outubro era pra ter recebido o setembro mas não recebemos nem o setembro e nem o outubro. Estamos com dois meses em atraso”, afirmou.
Constrangimento e preocupação - A falta de dinheiro tem feito os membros do conselho enfrentar situações difíceis e constrangedoras. A conselheira Neide Gustavo, mãe há três meses, relata que está com várias contas em atraso. “Se fosse preciso levar pra um pediatra, comprar um remédio, eu iria comprar com quê?”. Neide teme sofrer problemas maiores. “A gente fica com o nome sujo na praça por uma culpa que não é sua! Eu procuro nem pensar nisso porque se, eu pensar, como fui mãe há pouco tempo, eu entro é numa depressão pós-parto!”, relata. “Deixamos de viajar a fortaleza no mês passado porque a gente não tinha com o quê se alimentar por lá”, completou Márcia.

Justiça - Não bastasse a situação financeira, os conselheiros reclamam da falta de estrutura de trabalho. A principal reivindicação é uma sede própria e independente. Hoje, o conselho funciona no mesmo prédio da secretaria. Na última terça-feira (1º) quatro dos cinco membros procuraram auxílio com o promotor da comarca de Banabuiú no Fórum Rachel de Queiroz. A esperança dos conselheiros é que, a partir da reunião, a questão seja resolvida.

O atraso nos proventos dos conselheiros banabuenses acontece mesmo depois do prefeito Veridiano Sales ter firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no último dia 18 de outubro, onde se comprometia a não atrasar o pagamento de funcionários. O Diário Sertão Central teve acesso ao documento em que pontua uma multa de R$ 2 mil, em caso de descumprimento da medida.
Tentamos ouvir a secretária de Ação Social, Sâmia Cristina até o fechamento desta matéria mas não obtivemos retorno após as mensagens. Por telefone, tentamos também ouvir o secretário de Finanças da prefeitura, José Gutemberg Rodrigues, mas ele não estava na Prefeitura pela manhã, no período em que as ligações foram feitas.
Histórico no Estado - Problemas envolvendo conselhos tutelares da região já foram destaque no Diário do Nordeste. Em 2010, em uma reportagem especial, o jornal mostrou as difíceis condições de trabalho nos conselhos das cidades do interior das principais regiões do Ceará. Medidas judiciais movidas em anos anteriores decorrentes do mesmo problema também já foram mostrados pelo blog. Em 2014 o Conselho Tutelar de Quixadá ameaçou parar após seis meses de diárias em atraso e condições de trabalho precárias. Um ano antes, na mesma cidade, a gestão municipal teve o bloqueio de contas solicitado pela justiça. Na época R$ 70 mil foram bloqueados para que o dinheiro fosse usado na restauração de uma nova sede.

No início de abril deste ano o blog mostrou o caso do carro do conselho de Solonópole que foi roubado. O município não cedeu uma sede própria ao conselho e o veículo era guardado em uma garagem onde ficavam veículos da secretaria de saúde.
Fotos: Conselheiros procuraram a promotoria no fórum da cidade esta semana (Fotos: José Avelino Neto) 

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Coletivo de Teatro Cotinha, de Banabuiú, comemora 16 anos com peça infantil

A arte do teatro é a principal atração da programação cultural deste Município neste final de semana. O Coletivo de Teatro Cotinha apresenta o espetáculo infantil “A verdadeira história de Cinderela”. A peça é dirigida por Simão Cavalcante, diretor do coletivo. O espetáculo será exibido na próxima sexta-feira (4), a partir das 19h, no Cras do bairro Dnocs. Devido ao grande sucesso da vendagem de ingressos, a peça será exibida em duas seções, uma logo após a outra.

A volta da peça marca os 16 anos de trajetória do grupo. O texto foi o primeiro protagonizado pelo coletivo, que se mantém atualmente com 13 atores, dois deles ainda da primeira formação, as atrizes Ciria Sousa e Geyci Targino. Simão Cavalcante revela que a equipe trabalhou com mais liberdade o texto para protagonizar uma peça diferente. “O espetáculo do passado era totalmente fiel ao texto, este não é mais tanto. É uma liberdade em relação ao texto. Além disso, vai ter três novas caras que as pessoas nunca viram atuando”, disse o diretor.
Em comemoração aos 16 anos, Cotinha reestreia sua primeira peça com promessa de surpresa ao público.
A peça - A Verdadeira Historia de Cinderela será encenada por Geyci Targino, Alexsandra Silva, Edilva Targino, e os novos atores, Alysson Bruno, Evandro Filho e Érica Moreira, recém chegados ao coletivo e estreantes na peça. Rogivan Brito fica encarregado da sonorização técnica. Natural de Banabuiú, Simão estuda teatro e é aficionado por artes. Ele revela que o texto vem para desconstruir a imagem criada pelas narrativas infantis “fantasiosas”, e diz que o público pode se impressionar com o que vai encontrar. “Optamos por fazer uma cinderela que não é a dos contos de fadas. Quem vai para o espetáculo, sabe que é a cinderela do teatro, que passou pelas mãos de um grupo que tem uma outra consciência”, pontuou Simão.
Formado por 13 integrantes, Cotinha firmou o teatro em Banabuiú
Protagonistas na cidadeO grupo resiste ao tempo e as dificuldades. Foi o Cotinha quem firmou o teatro em Banabuiú. Impor o respeito por um tipo de manifestação cultural até então nunca vista, foi difícil. Mas hoje, para o teatrólogo, a missão é conduzida com mais leveza. “Já foi muito mais difícil. Hoje a gente tem um respeito danado e não encontramos nenhuma outra plateia como a que a gente encontra aqui”, diz. Num dos espetáculos que apresentaram ao ar livre, na calçada da igreja, logo após iniciarem a peça o silêncio absoluto do público impressionou e marcou Simão. “Tinha um monte de crianças e quando a peça começou as pessoas calaram a boca que a gente teve a sensação que não tinha ninguém. Isso é bom! É o respeito com o nosso trabalho”, conta Simão.

Resistência e superação - O coletivo vem se aperfeiçoado ao longo do tempo. Já realizou treze espetáculos, sendo nove escritos por Simão Cavalcante. O diretor já participou de cursos e oficinas que ajudaram a construir e fortalecer o trabalho da equipe. Para além do amadurecimento que o tempo e as novidades trazem, o grupo está, também, mais bem equipado. Possui um ateliê próprio, com dezenas de figurinos, artigos e peças de cenário. Hoje, eles rodam todo o Estado com as peças que encenam, desbravando o Sertão com a missão e levar a arte. “No início a gente fazia pela questão do que a gente imaginava que era ser teatro. Depois eu senti a necessidade de estudar e aperfeiçoar. Hoje o teatro é a nossa religião, a gente não consegue se ver fora disso”, fala Simão.