quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Polícia prende três pessoas acusadas de participação em homicídio em Banabuiú

Dois permanecem presos na delegacia de Banabuiú; um foi transferido (Foto: José Avelino Neto).
Três pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira (23), neste Município do Sertão Central, em uma operação da Polícia Civil. De acordo com as informações da Polícia, as investigações apontaram o envolvimento do trio em um homicídio ocorrido em novembro na cidade. A Polícia também investiga a suposta atuação do trio em outros crimes, como tráfico de drogas e roubo de animais na região.
A operação contou com o apoio de equipes de Quixeramobim, Quixadá e Senador Pompeu. Foram presos Francisco Leonardo Lopes Nogueira, 30 anos; Josivaldo Oliveira Leitão, 40 anos e Francisco Oliveira Leitão, 30 anos. Os suspeitos estavam em casa e não resistiram. Eles negam as acusações. Os três foram levados para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.
De acordo com o delegado de Polícia Civil, Rooberto Vasconcelos, o trio vinha sendo investigado há um ano pela participação na morte do ex-presidiário Antonio Narcélio Peixoto Alexandre, 28, anos. Narcélio foi executado com sete tiros na noite do dia 17 de novembro, na avenida Adília Cajazeiras, dias após deixar a prisão de Quixadá, onde cumpria pena por tráfico. “Foi uma investigação bem complexa. Nós vínhamos trabalhando as informações que eram colhidas há bastante tempo e a gente conseguiu elucidar esse delito”, contou.
Vasconcelos também investiga a participação de Leonardo, Josivaldo e Francisco Oliveira em crimes como roubo de animais nas cidades de Jaguaretama, Banabuiú e Quixeramobim e tráfico de drogas “Há indício de uma organização criminosa, porque tem hierarquia, divisão de tarefas. Um vendia, outro comprava e outro recebia. Mas nós ainda estamos investigando isso”, antecipou o delegado.
Na última sexta-feira (18) o Diário Sertão Central noticiou a prisão em flagrante de um motorista, em Milhã, que fazia o transporte de animais que haviam sido furtados para Banabuiú. O motorista abastecia o caminhão em um posto de gasolina quando o dono dos animais passou pelo local e reconheceu os bichos. Ele acionou a Polícia que seguida, que prendeu o motorista. Como este fato ainda está sendo investigado, o delegado foi cauteloso e preferiu não confirmar a participação de um dos presos no caso registrado em Milhã.
Após concluído o inquérito, Roberto Vasconcelos pediu as prisões preventivas dos acusados ao judiciário, que deu parecer favorável. O Ministério Público do Estado (MPCE) também se manifestou a favor das prisões. Os envolvidos foram ouvidos e devem permanecer presos por homicídio qualificado. Francisco Oliveira Leitão foi transferido para uma unidade, mas o delegado não informou qual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário