sábado, 11 de junho de 2016

Odilon Aguiar anuncia debate sobre Seguro Defeso na Assembleia Legislativa

O deputado Odilon Aguiar (PMB) informou, no primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (08) a realização de audiência pública,  na próxima terça-feira (14/06), a partir das 14h30, para debater a suspensão do cadastramento do seguro defeso dos pescadores. Segundo o parlamentar, o Ministério Público do Trabalho suspendeu o cadastramento do benefício e muitos pescadores serão prejudicados. “O seguro foi suspenso antes de qualquer recebimento dos pescadores. Se o Ministério precisa fiscalizar, deve buscar os beneficiários e cadastrar, mas suspender o cadastramento vai prejudicar muitas famílias de pescadores cearense”, afirmou.

Também durante pronunciamento, Odilon Aguiar destacou a importância de reabrir os 11 postos de venda de milho em balcões avançados da Conab no Interior do Estado, que foram fechados no ano passado. As unidades fechadas foram as de Tauá, Canindé, Itapipoca, Marco, Santa Quitéria, Quixadá, Quixeramobim, Morada Nova, Lavras da Mangabeira, Jaguaribe e Brejo Santo. “É preciso que a Conab reabra os postos e comercializar o milho para que os agricultores não sejam prejudicados nesta época de estiagem. O milho é a base da alimentação da agropecuária”, disse. Segundo ele, apenas os municípios de Maracanaú, Juazeiro do Norte, Russas, Senador Pompeu, Iguatu, Crateús, Sobral e Icó podem fazer a venda em balcão das sacas de milho. “Temos 184 municípios e enfrentamos uma seca muito grande, mas poucos são os locais que podem comercializar o milho”, observou.
O parlamentar pediu ao governador Camilo Santana e ao presidente da Assembleia, deputado Zezinho Albuquerque (PDT),  que se reúnam com o Ministério da Agricultura e representantes da causa para tentar solucionar o problema. “A saca de milho está a R$ 70, sendo comercializada em poucos pontos e prejudicando muitas famílias. Precisamos resolver esse problema porque é triste a situação dos agricultores”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário