quarta-feira, 4 de maio de 2016

Governo Federal libera mais R$ 36 milhões para a Saúde do Ceará

13015277 1758430257722893 247946439116788825 nCom recursos garantidos, Estado vai iniciar o cronograma de abertura do Hospital Regional do Sertão Central, em Quixeramobim.

O Governo Federal liberou o montante de R$ 36 milhões por ano para a Saúde, a ser incorporado ao limite financeiro de média e alta complexidade do Ceará. “Após muita luta conseguimos, finalmente, a liberação de recursos pelo Ministério da Saúde, que possibilitarão a abertura do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC)”, destacou o governador Camilo Santana, que trabalhou diretamente para atrair o recurso para o Estado. “Mais uma conquista do povo cearense”, reforçou.

Garantidos os recursos, o Governo do Estado vai iniciar o planejamento do cronograma de instalação de cada serviço do HRSC, em Quixeramobim. “Também com aporte de recursos do Tesouro do Estado, poderemos iniciar a prestação de serviços tão sonhada por toda a região”, afirmou Camilo. A medida foi publicada no Diário Oficial da União, por meio da Portaria nº 850, do Ministério da Saúde. A portaria entra em vigor na data da sua publicação com efeitos financeiros a partir da quinta parcela de 2016.

O limite financeiro estabelece o teto de financiamento e transferência dos recursos federais para ações e serviços de saúde na forma de bloco de financiamento, baseado na Portaria Nº 204/GM/MS, de 29 de janeiro de 2007. O Fundo Nacional de Saúde fará a transferência do montante ao Fundo Estadual de Saúde do Ceará, em parcelas mensais, de forma regular e automática.

Sobre o hospital - O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), localizado na Rodovia CE-060 (Estrada do Algodão), em Quixeramobim, é o terceiro hospital construído no interior pelo Governo do Estado. Com 269 leitos, o novo hospital da rede pública estadual atenderá a população de 625.641 habitantes dos municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central: Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra Branca, Quixadá, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu, Tauá e Quixeramobim.

Do total de leitos, 209 são de internação geral e 60 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). São nove salas de cirurgia e 14 salas para realização de exames de imagem. Em pleno funcionamento, o HRSC empregará 1.647 profissionais de nível fundamental, médio e superior, entre os quais 312 profissionais de medicina. O HRSC contará também com um Centro de Atenção à Saúde Sexual e Reprodutiva da Mulher, com cinco salas obstétricas, com leitos PPP (pré, parto e pós-parto).

O investimento para a construção do HRSC foi de R$ 87.734.485,23, com recursos do Tesouro do Estado e financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na aquisição de equipamentos, serão mais R$ 49.825.654,84 em recursos do Tesouro estadual, do Ministério da Saúde e financiamento do BNDES.

No total, o hospital tem área construída de 21.558 metros quadrados. O perfil de assistência do novo hospital será terciário, ou seja, fará atendimento a casos de alta complexidade, semelhante aos outros dois hospitais regionais: o Hospital Regional do Cariri e o Hospital Regional Norte, que até novembro deste ano realizaram, juntos, 4.028.090 atendimentos.

Thiago Cafardo - Porta-voz / Governo do Ceará
Foto: Ariel Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário