terça-feira, 19 de julho de 2016

Reunião dos vales discute abastecimento

Cinco anos de seca, preocupa não só ao governo,mas todas as instituições que gerenciam as nossas águas. Por este motivo,nesta quarta feira acontecerá uma reunião dos vales,quando será tratado,ou proposto,a liberação de água do açude orós para o Castanhão. Vários municípios,inclusive a capital, são abastecidos pelo açude castanhão, que hoje se encontra com menos de 7,8% de sua capacidade hídrica,e se não houver logo uma reposição, até o mês de novembro, deve atingir o seu volume morto, o que preocupa milhões de pessoas.

Segundo Edson de Melo (pipiu), presidente interino do comitê da bacia do Banabuiú, esta reposição tem que acontecer com as águas do açude orós. Sabemos que muitos psi cultores deste açude poderiam ser prejudicados com a baixa do volume de água do orós, principalmente com o pagamento de empréstimos com instituições financeiras, mas, se não houver a liberação destas águas, Mas,em compensação, Carcinicultores (criação de camarão) de Quixeré, viverão o mesmo problema, além do desabastecimento do precioso líquido.

Nesta, reunião, com a presença da Cogerh, o Governo do Estado, deve reconhecer a necessidade da liberação, das águas do orós para o castanhão, pois o abastecimento de milhões de pessoas dependem deste ato. Mas é preciso também que o governo participe da renegociação das dívidas dos piscicultores do orós com os bancos. Vamos esperar até o final desta reunião na quarta feira, para sabermos qual a solução encontrada. A saída existe, mas só posso lançar a ideia, a decisão é para quem tem o poder.

Leia também o Blog do Radialista Joel Moraes acessando blogdojoelmoraes.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário