quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Grupo ataca carro-forte e faz seguranças reféns; policiais civis são baleados


Um grupo de homens fortementearmados assaltou e explodiu um carro-forte blindado após render dois seguranças do veículo, no início da tarde desta quarta-feira, 28, na localidade Lagoa de São Miguel (distrito de Uruquê), no limite entre os municípios de Quixadá e Quixeramobim, 206, 1 km de Fortaleza.

A Polícia chegou no local dez minutos após o ataque, e o delegado Salviano de Pádua, além de três inspetores, foram baleados no confronto, de acordo com a Polícia Militar (PM) de Quixeramobim. A viatura foi atingida por cerca de 37 disparos.

Segundo Humberto Monteiro, da PM, o confronto ocorreu por volta das 12 horas, e os criminosos fugiram em três carros. Informações de policiais apontam que os veículos utilizados na fuga foram abandonados e um dos participantes do ataque está provavelmente morto. Os seguranças não tiveram ferimentos, e depois da explosão o carro-forte incendiou.

O delegado Pádua - titular da Polícia Civil de Quixeramobim - e os policiais civis, dois deles identificados como Emerson Pereira e Renato Cosmo, foram encaminhados ao Intituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.

Pádua foi baleado de raspão no ombro e no braço, mas passa bem, conforme informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Os três outros policiais civis foram baleados no pescoço, braço e no abdômen. Emerson foi ferido por estilhaços e, assim como Renato, está no IJF. Ambos chegaram, no decorrer da tarde, em helicópteros da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). O delegado e o outro policial civil devem chegar ao hospital em ambulâncias.

"A quantia levada ainda não foi revelada. Os criminosos estavam fortemente armados, por isso foi preciso reforçar o policiamento", detalha Humberto. Foram acionados os policiais militares dos destacamentos de Boa Viagem, Senador Pompeu, Banabuiú, Choró, Ibaratema, Madalena, além de Quixadá. Os suspeitos fugiram em três veículos, um EcoSport prata, uma Hillux pata e uma L200branca, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal.

Testemunha - Um motorista (nome preservado) de 28 anos, que passava pelo local durante a fuga dos criminosos, disse que um outro homem também foi feito refém. “Eu vi a confusão, e quando o carro deles se aproximava eu corri. Mandaram um motorista de uma Pajero branca sair e meteram ele no carro”, explica. 

A testemunha disse que os criminosos chegaram a efetuar disparos contra um povoado próximo, a 20 km de Quixeramobim. “Um vigilante estava em cima do capô e o outro no para-brisa”, descreveu sobre o momento antes da chegada de uma viatura da Polícia.Assaltos a carros-forte

A última explosão de carro-forte no Ceará ocorreu no dia 28 de agosto, em Pedra Branca, 261 km da capial cearense. Na ocasião, os bandidos chegaram em dois automóveis s (um Tucson preto e um I30), e renderam os vigilantes do blindado.

Os funcionários não saíram feridos, pois desembarcaram do carro-forte antes da explosão do veículo. A quadrilha fugiu em direção a Quixeramobim, mas abandonou o Tucson em Minerolândia, incendiando o veículo.
Veja vídeo da chegada do primeiro policial civil ao IJF: Via site surgiu.com.br






Nenhum comentário:

Postar um comentário