segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Paraibano suspeito de “pistolagem” é capturado em solo cearense

Paraibano suspeito de “pistolagem” é capturado em solo cearenseInvestigações desenvolvidas em conjunto pelas Polícias Civil dos Estados do Ceará e da Paraíba resultaram na prisão de um homem foragido da justiça há quase 20 anos. Em desfavor do acusado existia um mandado de prisão em aberto por um homicídio ocorrido em 1996 – o crime teria tido motivações políticas. A ofensiva foi efetuada pelos policiais do Departamento de Inteligência Policial (Dip) do Ceará, na cidade de Banabuiú – Área Integrada de Segurança 15 (AIS 15) do Estado. A prisão ocorreu na tarde da última sexta-feira (08).

O preso se trata de Aurici Xavier Laurentino (59), mais conhecido por “Auricir”, que responde por homicídio. O homem é natural da cidade de Diamante, na Paraíba. Ele foi capturado em uma localidade próxima a barragem do Rio Banabuiú. No momento da abordagem, ele confessou a autoria do delito aos investigadores.

Após receberem levantamentos preliminares da Coordenação de Inteligência da Secretaria da Segurança e da Defesa Social da Paraíba, os policiais do Dip se deslocaram até a cidade, onde deram cumprimento ao mandado, que foi expedido pela 1ª Vara da Comarca de Conceição. As informações relatavam que o acusado estava residindo no interior do Estado.

De acordo com as apurações policiais, “Auricir” utilizava a identidade de uma pessoa já falecida possivelmente de nome “Joaquim”. Na localidade em que residia, ele era conhecido como “Bigode”, e trabalhava como comerciante de pescados. Tendo inclusive, constituído uma segunda família.

Após a captura, o homem foi conduzido à sede do DIP, no Centro da Capital, onde permanece à disposição da Justiça. Posteriormente, ele deverá ser transferido ao Estado de origem.


Crime - O homicídio do pescador Edgar Figueiredo ocorreu em 1996, na cidade de Ibiara (PB). Na ocasião, a vítima foi alvejada com dois disparos de espingarda calibre 12 pelo pistoleiro. O fato se deu em uma praça pública, localizada no bairro Ibiarinha. Um dos tiros atingiu a cabeça do homem provocando o esfacelamento quase total do crânio.

Segundo as apurações da Polícia Civil local, o crime teria sido encomendado por José Ivan Mangueira – primo de “Auricir” e para quem ele trabalhava. À época, o suspeito de ser o mandante era presidente da Câmara Municipal. 
Outras Informações: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil (85) 3101.7381

Nenhum comentário:

Postar um comentário