sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

No Cariri Oeste Preocupados com os reflexos negativos da seca prefeitos encetam movimento para a realização de audiências publicas com governos estadual e federal

O reflexo de preocupação e desanimo com a pouca  água nos pequenos açudes, reservatórios e fontes no sopé da chapada nacional do Araripe, principais pontos de distribuição d água para os 12 municípios que compõe a região do cariri Oeste, além da ameaça de perda da safra agrícola, está motivando os prefeitos municipais, a deflagarem um movimento para chamar a atenção do governo estadual e federal, com a realização de audiências publicas regional a fim de discutir os principais pontos de dificuldades que estão passando os trabalhadores rurais, em cada um dos 12 municípios da região, além do racionamento d água que a população da sede dos municípios, terão que começar a fazer.

A prefeita de Santana do Cariri, Daniele de Abreu Machado, uma das mentoras desse movimento regional defende ser extremamente necessário unirmos todos os municípios, para que juntos possamos ter uma voz mais altiva em defesa dos nossos municípios, trabalhadores rurais que está vivendo na zona rural uma das maiores secas já vistas em toda a história, queremos chamar os representantes dos governos estadual e federal, para que eles venham a região do cariri, façamos audiências publicas e discutirmos soluções que venham ser impactantes, e pelo menos minimizem  a situação dos 135 mil habitantes de nossa região, que estão sofrendo esse drama, porque além de já não termos água para atender a demanda populacional por muito tempo, a safra agrícola está comprometida, estamos defendendo uma integração dos municípios, queremos que os prefeitos de cada um dos municípios, e os nossos governantes venham com toda a sua estrutura para Santana do Cariri, de la vamos para Nova Olinda, Assaré, Campos Sales, Salitre, Araripe, Potengi, Antonina do Norte, Tarrafas, Altaneira, e aos demais para ouvirmos de cada órgão representante dos trabalhadores rurais, suas angustias e reivindicações, é preciso que os representantes dos governos estadual e federal, olhem no olho dessas pessoas e possam encontrar soluções concretas.
Daniele, disse ainda que e fundamental o engajamento da Aprece Associação dos municípios do Ceará, nesta luta por ser uma das entidades responsáveis com os municípios, estamos dando com esse movimento dando  um grito de socorro, porque só os municípios não tem como arcar sozinho com essas responsabilidades, e triste quando vamos a zona rural ver o homem do campo, apelando por uma carrada d água para beber.
Reportagem: Jornalista Amaury Alencar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário